Supernatural

Supernatural (Sobrenatural no Brasil) esta na sétima temporada, e eu estou ansiosa para ver, não me canso de jeito nenhum dos irmãos Winchester, já são anos acompanhando as aventuras desses dois, eu sou super fã, não consigo nem escolher qual é o meu favorito, os dois tem espaços iguais em meu coração.
Para quem não conhece Supernatural conta a historia de uma família envolvida com a caça de criaturas sobrenaturais: os Winchesters. Desde o falecimento de sua mulher John Winchester desconfia que sua morte tem haver com algo sobrenatural (ela morreu queimada, colada no teto) e por isso passa ir atrás de algo que ele não sabe o que é, mas tem certeza que matou sua esposa, e nessa vida cria os dois filhos Dean e Sam. Dean admira o pai e segue cegamente seus passos, enquanto Sam sempre quis ter uma vida normal, e por isso mesmo contra a vontade do pai ao terminar o colegial  decide ir para faculdade se formar em direito, e ao lado da namorada que conheceu lá ter a vida normal que sempre quis. Mas o passado volta para assombrá-lo, depois de alguns anos na faculdade, Dean aparece pedindo para Sam ajudá-lo encontrar o pai que esta desaparecido e não entra em contato, Sam não quer ajudá-lo, mas diante da insistência decide ir com o irmão  procurar o pai, mas diz que será só daquela vez. Eles não conseguem achar o pai só algumas pistas, Sam diz a Dean que ele terá que continuar essa busca sozinho, ao retornar para casa algo terrível acontece, Jessica é assassinada da mesma forma que a mãe dele. Sem alternativas volta a caçar com Dean em busca de quem fez aquilo com Jessica, e a partir daí Dean e Sam Winchester passam a caçar novamente juntos, Dean em busca do pai e Sam em busca de vingança.


Inicialmente o seriado teria somente cinco temporadas, desde o inicio a historia convergiria para a batalha final do apocalipse, Dean e Sam já enfrentaram de tudo, lobos, vampiros, metamorfos, anjos, demônios, já morreram e passaram uns tempos no inferno. Então depois de todas suas lutas com os mais diferentes tipos de aberrações que as mentes criativas dos redatores podem criar chega a hora da batalha final, Dean e Sam têm uma importância muita importância nessa batalha, deveriam ser receptáculos para que Miguel e Lúcifer pudessem se enfrentar na terra, já que precisam de permissão para tomar o corpo de alguém, Dean com seu sarcasmo habitual se recusa de imediato, apesar das insistências e ameaças, Sam também se recusa, porém na ultima hora ele aceita pois o plano dos Winchester seria aprisionar Lúcifer, porém o irmão mais novo dos Winchester acaba aceitando o pedido de Miguel, o que torna tudo muito mais dificil, mas apesar do sucesso do plano, o Apocalipse passou sem deixar rastros de destruição,  Sam é aprisionado, sem chance de salva-lo Dean decide então que terá uma vida normal ao lado de Lisa, sua ex-namorada. Na sexta temporada começa mostrando a vida que Dean e Lisa estão vivendo, talvez seja a primeira vez na vida que Dean esta vivendo normalmente, sem monstros, ou caças, mas o passado volta para assombrá-lo (ele sempre volta), Sam volta de alguma forma inexplicável e está muito diferente, agora Dean e Sam voltam a caçar, e passam a procurar uma explicação para o retorno de Sam. O final da sexta temporada me deixou sem fôlego, e o Castiel me decepcionou muito, só espero que ele volte a ser o que era antes.   


Supernatural é um seriado que mistura coisas bizarras com muita comédia, Dean Winchester tem frases muito engraçadas, ele é muito brincalhão e eu já ri tanto com as palhaçadas deles mas não me canso de assistir. Mistura também muita emoção, principalmente por que os Winchester parecem não ter nascido para ser feliz, primeiro a morte da mãe, depois foram criados em um ambiente super hostil, e a relação com o pai é sempre ambígua, acho que apesar de ter sido bem abordada, poderia ter tido mais episodios em que o pai dos rapazes aparecia,  e as vezes me pego perguntando o que John faria. Toda vez que eu escuto a musica Carry On My Wayward Son eu me emociono. Até por que a Warner sempre faz uns comerciais quando chega o final de temporada e tocam essa musica, ai na tem jeito eu fico super emocionada. Outra coisa super legal em Supernatural é a trilha sonora, rock and roll dos bons, Led Zeppelin, AC/DC, Motorhead, The Clash, Kansas, Black Sabbath e essa relação não para somente na trilha sonora, as identidades falsas, que são indispensáveis para o trabalhador de caçador estão sempre com nomes de grandes lendas do rock tais como Angus Young (Guitarrista do Ac/dc – lenda do rock, melhor guitarrista do mundo, meu ídolo), Robert Plant (Vocalista do Led Zeppelin), Jason Bohan (Baterista do Led Zeppelin), entre outros. E muitos episódios tem o nome de várias musicas de rock, tais como:

In My time of dying – 2º temporada/1º Episodio
(Led Zeppelin)

The Magnificent Seven – 3º temporada/1º Episódio
(The Clash)

Sin City – 3º temporada/4º Episodio
(Ac/dc)
 
Simpathy for the devil – 5º temporada/1º Episodio
(Rolling Stones)

Two minutes to midnight – 5ºtemporada/ 21º Episodio
(Iron Maiden)

Exile on main street – 6ºtemporada /1º Episodio
(Rolling Stones)

 
Led Zeppelin

 The Clash

Ac/dc - Minha banda!!!!

Rolling Stones

Iron Maiden

Esses são só alguns exemplos, mas os produtores de Supernatural tem um otimo gosto musical, e a trilha sonora, assim como existem outros episodios que tem nomes de musicas de rock, se voce gosta de aventura, suspense, de dar boas risadas e rock and roll Supernatural é o seriado certo para você, aproveitem a dica é mergulhe no mundo dos Winchester.






 

The Runaways, como começou minha paixão.


Eu não sei se você já passou por isso, se já vai me entender completamente.
Você conhece uma banda nova e chega a uma pergunta fundamental, como foi que passei minha vida inteira sem ouvir isso, foi exatamente o que aconteceu comigo quando escutei pela primeira vez a banda The Runaways.
Evidenciando ainda mais meu gosto por old rock, The Runaways foi uma banda composta apenas por garotas em meados dos anos 70, na sempre ensolarada Califórnia, elas surgiram no cenário super machista do rock’n’roll, onde lugar de mulher era ser groupie. Elas tocavam, cantavam, compunham e eram apenas adolescentes querendo se divertir e cantando musicas assim:




Sempre senti falta de musicas cantadas por mulheres que não falassem somente de amores começando, terminando, ou sobre traições, coisas sem sentido assim “O que é imortal não morre no final”, “baba baby, baba”, “don’t cha wish your girlfriend was hot like me” (Você queria que sua namorada fosse gostosa como eu), what the fuck, então quando conheci The Runaways foi amor à primeira “ouvida”  e o refrão da musica I wanna be where the boys are é como um hino, por que sempre detestei esse papo machista de que garotos podem isso e garotas não, e o que as Runaways fizeram foi exatamente quebrar paradigmas e mostrar que as garotas podem sim estar aonde os garotos estão.

Confesso que conheci a banda por causa do filme The Runaways: Garotas do Rock, porém não gostei da banda por causa do filme ou das protagonistas Kristen Stweart e Dakota Fanning da Saga Crepúsculo que era meu vicio na época, para falar a bem da verdade eu quase morri de susto quando vi  a Kris com esse cabelo


pensei assim “caraca, destruíram a garota”, eu achei legal que o filme falaria sobre uma banda formada só por garotas na década de 70, mas nem assim me interessei em procurar qualquer musica, é claro que eu conhecia a Joan Jett, mas não fazia idéia que seria apaixonada por ela. Foi o acaso que me fez conhecer The Runaways.

Vou dizer como aconteceu:

Eu acordei de madrugada e perdi o sono, resolvi então ligar a TV, estava na MTV passando clipes antigos, quando começou o clipe da musica Mama weer all crazy now, santa insônia, fiquei ligadíssima na musica, ai me toquei que a Kristen Stweart estava a cara da vocalista nesse caso a Joan Jett, a Cherie Currie já tinha saído, e quando a musica terminou lá estava escrito The Runaways, foi minha melhor madrugada de insônia, desde aquele dia passei a ter as The Runaways como minha banda preferida e a Joan Jett como minha diva, uma pena que talentos assim não nascem sempre. E desde desse dia eu to sempre escutando The Runaways.

É certo dizer que The runaways não durou muito tempo, foi apenas de 1975 à 1979 e que não fizeram sucesso nos EUA, mas para mim seu legado é importantíssimo, elas foram incríveis no que fizeram, elas tiveram atitude, puro espírito do rock and roll, até hoje é muito difícil uma banda formada somente por mulheres estar na mídia, a não ser é claro aquelas que exploram a imagem, que se preocupam muito mais com a coreografia e as roupas e se esquecem do talento. 

E nesse final de ano, eu vou fazer uma loucura, bom na verdade nem tanto assim, algo que eu quero há muito, muito tempo, algo bem Rock and Roll, então é o seguinte vou fazer minha primeira tatuagem, e decidi que vai ser uma homenagem a banda, minha mãe com certeza vai ter um enfarte, mas vai ser no pé então até ela perceber vai demorar, meu pai levou quase 4 meses para perceber que minha irmã pintou o cabelo, mas enfim eu sou maior de idade, só espero que não doa muito, me desejem sorte.

É muito dificil achar informação de qualidade sobre a banda em portugues, porém a Mel do blog Mundo Mel, tem otimas informações sobre a banda disponibilizadas em portugues, então se quiserem saber mais corram lá e aproveitem.

Meme: Seu blog é um estouro.

Eu sempre tinha visto um desses por ai, mas não entendia como funcionava direito, mas chega a primeira vez para tudo nessa vida. Então a linda da Helo Coelho do blog Coffe Break, me indicou este Meme criado pela
Gabi Cardoso do blog Girl Reader, e para responder este Meme, eu indicarei Nine Stecanella do blog Janine stecanellaSarah Martins do blog Hysteria, Livros e Afins, Ana do blog *Nessa News*, a Larissa do blog Assunto sobre livros, a Patricia do blog Magica literaria e a Fernada do blog Viagem Literaria




Qual a autora ou autor que para você é um verdadeiro estouro?
Meg Cabot, diva absoluta para mim, amo todos os seus livros, e cada vez que ela lança um livro novo eu fico doidinha para ler.


Qual casal de mocinhos que para você é pura dinamite?
Com certeza Catherine e Heathcliff de O morro dos ventos uivantes, para mim o casal mais emblemático de todos os tempos.


Qual situação da sua vida que daria um livro estouro?
Eu pago muitos micos, sozinha, com a minha família ou com amigos, então seria um  estouro de gargalhadas, por que já passei por muitas situações embaraçosas.


Quais as músicas que fazem seus ouvidos explodirem? (No pior dos sentidos)
Funk, pagode, forró, musica eletronica, axé...


Quais bandas, ou cantor(a) que para você arrebentam?
The Runaways, Iron maiden, Ac/dc, Queen, Cazuza, Joan Jett, Pink, ...


As meninas que foram indicadas para fazer o meme, devem seguir as seguintes regrinhas:

  • Por o link do blog que criou o meme. Nesse caso, o Girl Reader
  • Por o link do blog que indicou o meme. Nesse caso, o Sobre mim e meu mundo
  • E indicar no mínimo, 6 blogs para fazer o meme.

Resenha: Confie em Mim – Harlan Coben

Eu já queria ler esse livro há muito tempo, mas toda vez que ia a livraria sempre tinha outro livro para comprar antes, mas no dia que eu resolvi comprar, me aconteceu algo muito engraçado, eu comprei o livro errado, é isso mesmo, eu comprei o livro errado, era outro livro do mesmo autor e na minha concepção as capas são muito parecidas, e como eu já sabia sobre o que era a historia e fazia um tempão que eu já tinha visto a capa, peguei, paguei e fui para casa, a minha sorte é que o livro que eu peguei errado também é muito bom.

A história:
Após o suicídio do melhor amigo Adam Baye muda totalmente de comportamento, larga todas as atividades que fazia antes, e passa basicamente o tempo todo na frente do computador. Preocupados seus pais decidem então monitorar seu computador, sem ele saber claro.

Nesse tempo Betsy Hill mãe do amigo de Adam que se suicidou encontra uma foto que pode colocar em duvida o suicídio do filho, e ela tem certeza que Adam sabe a reposta, e esse pode ser o motivo pelo qual Adam anda tão diferente.

No inicio os relatórios das atividades do computador, não relatam nenhuma situação preocupante, apenas coisas comuns a um adolescente de 16 anos. Até que uma mensagem deixa os pais de Adam, Dr. Mike e Tia Baye preocupados:

“Fique de bico calado que a gente se safa”

Sem saber o que a mensagem quer dizer e não podendo perguntar ao filho o que significava aquilo, alguns dias se passam sem que eles saibam o que fazer, até que Adam recebe outra mensagem para ir a uma festa regada a bebidas na casa de um amigo, é claro que os pais não o podem deixar ir, para não revelar o segredo da espionagem no computador o pai convida Adam para assistir uma partida de hockey, mesmo dizendo que não quer ir, o pai não deixa alternativa, e ele acaba cedendo, porém no dia do jogo Adam foge de casa e desencadeia uma busca frenética dos pais á sua procura.

A família Baye mora numa tranqüila vizinhança na cidade de Livinsgton – Nova Jersey, e assim como a família Baye que enfrenta seus problemas, descobrimos que apesar da aparente perfeição que essas famílias transmitem, todas elas têm suas tragédias pessoais, um professor que perde o controle ao fazer uma piada e destrói a auto-estima de uma menina de 11 anos e se atormenta por isso, uma família que acabou de perder o filho que cometeu suicídio e se culpam por sua morte, uma família que esta enfrentando a doença do filho de 10 anos, 2 assassinatos e uma investigação policial, todas essas historias se interligam para dar um de tirar o fôlego desfecho a historia.

A história mostra como pais desesperados podem ir até as ultimas conseqüências para salvar a vida dos filhos, respondendo bem a pergunta na capa do livro: “até onde você iria por amor a sua família?” O livro também nos levar a refletir sobre o relacionamento familiar, que é complicado mesmo, questionando quando é a hora de intervir numa situação e quando é hora de simplesmente confiar. É uma leitura que vale muito a pena.