Resenha: Melancia


 

Tenho que confessar que essa resenha não será em nada parcial. Pode ser que eu extravase uma pouco as emoções e então se você não está disposto a ler alguns devaneios, sugiro que pare por aqui.

Claire tem 29 anos e é uma mulher realizada, tem um excelente casamento, um emprego estavel, sua propria casa e esta prestes a dar à luz ao seu primeiro filho. Sua vida não poderia ser mais feliz, mas é ai quando todos os seus planos para o futuro começam a desmoranar. No dia do parto, Claire perceberá da pior maneira que sua vida não será exatamente como planejou, logo após o parto James, seu marido a comunica (nem espera ela sair do hospital) que esta amando outra mulher,  que a está deixando  FDP eu quase tive um ataque nessa parte, que tipo de homem faz isso e que não está preparado para assumir a responsabilidade de ter um filho simples assim, na maior cara de pau.

Claire agora está totalmente perdida, sozinha, sem apoio e ainda por cima tem um bebê para criar, então decide ir para a casa dos pais em Dublin e lá passar o tempo da licença maternidade. Na casa dos pais depois de contar tudo aquilo que aconteceu, digamos que a protagonista entra em um processo de melancolia profunda, não sai da cama, quando sai é para conseguir bebida, não cuida da filha, só chora  e se lamenta querendo que o marido de alguma forma reveja a burrada que fez e volte para ela o que não acontece e não toma banho isso mesmo, o seu humor passa por diferentes nuances, chegando a ficar psicotica por um tempo e deixar todo mundo assustado.

O seu comportamento realmente estava bastante assustador, todos estavam com medo dela, até a situação ficar insustentavel, seu pai decide ter uma conversa séria com ela, para rever seu comportamento e o quanto aquilo esta sendo prejudicial para ela, para a familia e principalmente para seu lindo bebe. Ela não muda da noite para o dia, mas enfim ela passa a se comportar melhor, tomar banho até que enfim e cuidar de sua filha que afinal não tem culpa do pai canalha que tem. 

Mas a vida gosta de pregar peças não é mesmo, e para Claire não é diferente, e a peça que a vida resolveu pregar nela tem mais de um metro e noventa, moreno, musculoso, inteligente e bonito. Adam é amigo de faculdade da irmã mais nova de Claire, e muito charmoso  encanta a todas as mulheres da família Walsh a mãe, ela própria, suas duas irmãs mais novas e pequena Kate. Ele é muito simpático, e se mostra encantado por Claire e Kate, mesmo sendo mais novo (ele tem 24 e ela 29) é maduro e mais responsável que ela própria em minha opinião. Eles começam então a se encontrar, seja numa festa ou na academia e a se paquerar, e mesmo que ela ainda ache que vai voltar com o marido idiota, ela não consegue evitar e os dois acabam se relacionando.

(Meu historico no skoob, olha quanto tempo eu levei para conseguir terminar esse livro)

Mais aí eis que ressurge na historia o marido canalha, traidor e sem vergonha na vida de Claire, o que ele quer afinal? Logo agora que ela estava recuperando a auto-estima. Não foi ele que a abandonou na maternidade com a filha recém nascida e não deu um único telefonema para saber como ela estava, esse mesmo. Eu fechei o livro na hora, realmente não queria saber o que ele queria lá, e quando decide continuar a leitura não podia ter ficado mais chocada. Pelo menos o fim não foi tão desastroso quanto pensei que seria, mas foi maçante demais chegar nele, fiquei com um pé atrás em relação à autora, mas sei que preciso superar isso já que no mesmo dia que comprei Melancia eu comprei Sushi e não quero desperdiçar meu dinheiro.

Tirando toda a canalhice de James, o que eu menos gostei na historia é fato da Claire sempre precisar da opinião dos outros (principalmente dos homens) para se sentir bem, se sentir feliz e bonita, o que eu acho uma atitude negativa, e completamente subverciente. A personalidade da protagonista como um todo é desastrosa, ela devaneia a maior parte do livro o que irrita além do comum, e apesar dos 29 anos tem atitudes infantis e mimadas. Tenho que ser honesta e dizer que no final ela ficou mais madura mas não muito, e conseguiu me surpreender, no fim a historia não foi tão ruim quanto eu pensava. E mesmo tendo gostado da família dela, que para mim foi o ponto alto do livro está bom na verdade foi Adam, mas esse também não sei se tenho disposição para ler os outros livros dedicados a família Walsh.

10 comentários:

  1. Oi Ju! Adorei a sua resenha, eu rir muito com seus devaneios.kkkk
    Eu já li esse livro e também quis matar o James desde o começo e no final ainda queria matar de novo. A Claire também me deu nos nervos a maior parte do tempo, e também me apaixonei pelo Adam ele é perfeito. Mas amei o livro esse foi o primeiro que li da Marian Keyes e que me fez adora-lá.
    Já li também Sushi e para mim até agora esse é o melhor, acho que você vai gostar também; depois me conta o que achou do livro.
    beijos.

    Rafa{Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  2. Olá Juliana!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro! Mas parece ser super engraçado! Sem contar que amo livros desse gênero!
    É a primeira vez que visito o seu blog, ficaríamos super felizes com a sua visita
    ao nosso blog também, te convido para conhecê-lo ^^

    Beijos!
    Elidiane - Leitura entre amigas
    http://leituraentreamigas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Esse livro foi uma grande decepção pra mim. Todo mundo elogiava a Marian Keyes e eu não curti essa história de jeito nenhum. Mas resolvi dar uma segunda chance e amei Casório e Férias! :))) Tenta de novo, acho que vc vai curtir. Mas assim... Os livros dela se arrastam bastante. Eu pelo menos não achei a leitura super fluida como as pessoas dizem que é. Mas no chick-lit, ainda prefiro Sophie Kinsella.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Ju!
    Nossa, que pena que o livro foi uma "decepção" par vc!!!
    Eu concordo que a Claire faz várias burradas e é muito infantil, e também que o James é um CANALHA DE MARCA MAIOR (inegável) mas não é por ter personagens assim que o livro é ruim... Claro que cada um tem a sua opinião né, mas eu adorei o livro e não avaliei-o por causa da protagonista.

    Mesmo assim, já vi muita gente dizendo que não gostou deste livro e talvez você também não tenha uma opinião muito boa de Sushi também, sinto lhe dizer que não é uma das melhores obras dela...
    Se vc quer uma dica, tente ler Férias! ou Tem Alguém Aí?!, são da Família Walsh mas são infinitamente melhores ;)

    Beijos
    Adriana - Mundo da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fui muito critica com o livro, no final quando tudo se resolveu eu já não estava com tanta raiva da Claire, ela se mostrou bastante madura no final. E como vc sugeriu dei uma olhada na sinopse de Tem alguém aí?! e achei bem interessante.

      Excluir
  5. Todo mundo elogia taaaanto essa autora que eu sempre espero me decepcionar quando for ler. Ainda não li nenhum livro dela, nem gosto muito de chick-lit, por isso nem gosto de arriscar. Mas vou colocar "Tem alguém aí?" na minha lista de leitura, porque minha amiga garantiu que eu iria gostar. Já que você comprou Sushi, espero que goste desse.

    Beijos,
    http://www.whosthanny.com

    ResponderExcluir
  6. todo mundo fala bem da Marian mas eu sinceramente não gostei desse livro. Me decepcionei bastante mas pretendo ler outros livros dela pra ver se minha opinião muda.

    Passa no meu blog? Tem Promoção:
    http://www.just-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Retribuindo a visita!!
    Adorei o blog, está de parabéns!
    sosneurose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Ju obrigadinha pelo convite lá no skoob pra conhecer seu blog e ler sua resenha. =)
    Aproveitei pra seguir seu espaço.
    Bem, nem sei o que falar da sua resenha, ficou boa d+! E realmente amiga, vc se envolveu bastante com os personagens e com a história né? Acredito que o tempo longo que vc ficou lendo, foi um grande contribuidor pra este envolvimento.
    Praticamente vc mergulhou na história e só faltou entrar no livro pra dar uns tapas no James...kkkk
    Acho que vc teve uma CATARSE com a leitura, mas principalmente em relação ao James, ô personagenzinho sem escrúpulos!
    Adoro ler livros que nos proporcione essa entrega durante a leitura, acho que nos deixam marcas maiores não é mesmo?
    Gostei dos seus pontos de vista em relação ao livro, muito bem colocados, no geral, meus parabéns por ter concluído uma leitura tão longa e feito uma resenha tão completa.
    Beijinhos flor, bom carnaval pra vc e aguardo uma visitinha sua no meu blog. =)

    htt://lerepensaresocomecar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg pela visita!
      Tem razão eu me envolvi mesmo com o livro e quase matei o James com a força do meu pensamento. Para mim o livro foi muito dificil de ler, mas no final não foi tão ruim quanto eu imaginei que seria. Eu decidi dar uma nova chance para autora e ler Tem alguém ai? que foi uma sugestão de uma blogueira que eu gosto muito. Obg de novo e pode deixar que eu vou fazer uma visita lá.

      Excluir

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.