Resenha: Eu, o desaparecido e a morta - Jenny Valentine / ID



Título Original: Finding Violet Park        
Ano de Lançamento: 2007
Páginas: 183

Toda vez que eu compro um livro, eu gosto de ter uma ideia sobre do que se trata, para não ter surpresas desagradáveis, e também por que eu sou curiosa, mais com esse livro foi diferente, por que quando o comprei – por conta do título diferente – eu não fazia ideia de nada, e eu me surpreendi bastante, por que eu não esperava pelo que encontrei.

Li em alguma resenha desse livro, que devido ao nome, é de se esperar que a história seja de terror, ou pelo menos um suspense, mas engana-se, a história trata do cotidiano de um garoto de 17 anos, que tem o pai desaparecido há cinco anos e que numa madrugada voltando para casa encontra Violet Park – a morta – na prateleira de uma agência de taxi.

Descobrimos que a família de Lucas mudou radicalmente há cinco anos, quando o seu pai desapareceu sem deixar vestígios, ninguém sabe se ele morreu ou simplesmente foi embora, para ele, o pai está perdido, sem poder entrar em contato, ele não consegue acreditar na alternativa do pai – seu ídolo – ter abandonado a família.

Já a sua mãe acha que o marido foi embora, ele não era a melhor pessoa do mundo, e apesar de Lucas nos apresentar um super pai pelas suas lembranças, vamos descobrindo através da mãe (que chega a confessar que na verdade quando entrou na igreja no dia do casamento ela desistiu da ideia, só continuou por que estava grávida) que na verdade ele idealiza um pai que nunca existiu, seu pai era completamente diferente daquele que ele lembra.

A parte da família de Lucas me deixou pensativa, por que quantas pessoas formam famílias por acaso, sem saber o que estão fazendo, idealizando uma coisa que nunca vai existir e acabam vivendo uma vida infeliz, fico imaginado se elas tivessem a oportunidade de voltar atrás e fazer diferente, será que mudariam tudo? Às vezes eu fico observando as pessoas e me dá uma vontade de fazer essa pergunta para algumas que sempre me parecem tão infelizes e amarguradas.

O confuso na história – pelo menos até a metade do livro – é quando por acaso Lucas acaba encontrando Violet Park, tudo aconteceu quando ele estava voltando para casa de madrugada, ao entrar em uma agência de táxi, ele a encontra pela primeira vez, e fica totalmente fixado nela, o dono da agência lhe diz que ela esta lá há uns cinco anos, desde quando a urna foi esquecida por alguém em um táxi, e ninguém veio reclamá-la.

Essa parte é confusa por que ficamos perguntando, qual é o problema desse garoto, fixado em uma urna esquecida numa agência de taxi? Eu confesso que também ficaria instigada com a história, mas não a ponto de roubar a urna com a ajuda da minha avó.

Desde a primeira vez que ele viu Violet Park, parece que ela o segue para onde quer que ele olhe - em algumas passagens parece até que Violet fala diretamente com Lucas, e você se pergunta aonde isso vai dar - e ele chega à conclusão de que Violet quer lhe dizer alguma coisa, algo totalmente surpreendente.

Apesar de parecer uma história sobrenatural, não é, a verdade é que toda a referência que ele encontra sobre Violet, o empurra para uma verdade inevitável, algo que ele nunca gostaria de acreditar, algo que todos ao seu redor parecem ter consciência, mesmo não sabendo de fato.

O final é excelente, eu fiquei totalmente contemplativa, pensando na vida, no universo e tudo mais. Algumas pessoas podem não gostar tanto, por que apesar de termos uma conclusão, a autora deixou espaço para se perguntar, será possível? O que me deixou pensando ainda mais em: será que algumas pessoas, se tivessem a chance, mudariam as atitudes que a levaram a ter a vida que tem?

Nota: 

17 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju, esse livro parece ser tão confuso, mas ao mesmo tempo me cativou tanto! - e somente com a sua resenha, haha. Não vejo a hora de lê-lo, já foi para a minha wishlist.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  3. QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! AUSHUAHUSHUAUHSAUUSA Eu tenho ele aqui, comprei na Bienal, depois da sua resenha eu vou colocá-lo mais para cima nas próximas leituras.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  4. Nunca fiz isso, de comprar um livro sem saber de muita coisa sobre ele. Mas acho que é bastante saudável: vc pode se surpreender...

    ResponderExcluir
  5. Sempre fico de olho nesse livro quando vou a livrarias... esse título me chama muito a atenção, e gostei de saber mais sobre ele.

    ResponderExcluir
  6. Nossa Ju não sabi que esse livro era tão legal =)
    Adorei sua resenha fiquei curiosa!!!!

    ResponderExcluir
  7. Se arrependimento matasse... esse livro estava por R$10 na bienal e eu não comprei, acredita? Chateada.
    Eu nunca tinha ouvido falar no livro e o que me atraiu foi a capa e depois o título, mas a história mesmo só fui ter ideia do que se tratava depois que li uma resenha e eu também tinha imaginado que fosse um suspense.
    Estou muito curiosa para saber que final surpreendente é esse, sério!

    ResponderExcluir
  8. QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! QUERO LER ESSE LIVRO! [2]
    EU SIMPLESMENTE TENHO QUE LER ESSE LIVRO O.O tipo, sempre votava nesse livro naquela 'enquete da próxima resenha' e depois dessa resenha eu to pirando, preciso desse livro (ok, parei com isso)

    Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
    http://falleninme.blogspot.com/ Desde já obrigada!

    -MicaScarcella

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu tenho uma certa curiosidade em ler esse livro, mesmo sem saber se gostarei ou não. A sinopse não me encantou, mas a capa sim.
    Enfim, gostei muito da tua resenha. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  11. Amo livros que nos deixam contemplativas no final, não conhecia esse livro, quero muito lê-lo agora! Uma estória diferente, até me lembrei de outro: O começo do adeus, ultimo livro que li, mas tem mais diferenças do que semelhanças. rs

    Beijos ><
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  12. Ual, livro cinco estrelas ^^ sempre fiquei muito curiosa pelo título desse livro, mas, sempre fiquei com um pé atrás por nunca ter lido nada relativo a ele. Agora que li sua resenha minha curiosidade voltou. Sério, também imaginava algo totalmente diferente e agora vendo o que realmente vou encontrar nesse livro me deu vontade de ler. Parabéns pela resenha ^^

    Beijos
    @PollyanaCampos
    entrelivrosepersonagens.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oie...
    Quando li o título do livro talvez eu tenha pensando como vc um suspense ou coisa do tipo mais quando fui lendo sua resenha fiquei surpresa!!!
    Adorei a resenha!
    Me pareceu muito interessante e fiquei curiosa de saber o que que a Violet quer com o pobre Lucas rsrs
    Quero muito ler Dica anotada!
    Obg pela visita lá no blog!
    tem resenha nova lá se vc quiser ir lá e deixar um coment...
    http://falleninme.blogspot.com
    Bjão



    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Amei sua resenha!
    Quero muito saber o que que a Violet quer com o pobre Lucas...
    Quero muito ler esse livro
    Dica anotada!

    Obg pela visita lá no blog!
    tem resenha nova lá se vc quiser ir lá e deixar um coment...
    http://falleninme.blogspot.com
    Bjão

    ResponderExcluir
  15. Oi Ju, já comentei nessa resenha MARAVILHOSA, mas vim aqui retribuir seu comentário. Beijinhos querida. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia esse e gostei muito do nome a princípio. Não sei se leria, não por enquanto, por que apesar do interesse, esse tema sobrenatural esta meio saturado pra mim momento. De qualquer forma, por sua indicação e resenha, marquei como "vou ler" no Skoob.

    Adorei o blog querida,
    beijos e bom fim de semana (:

    ResponderExcluir
  17. Poxa, fiquei interessada nesse livro. Gosto de histórias assim, que nos fazem questionar nossa vida e nossas coisas. Entendo que tem muita gente que odeia esse gênero, mas eu adoro mesmo. Um dos meus favoritos de todos os temos é "Eu sou o mensageiro" do Markus Zusack, que foi um dos livros em que eu mais chorei na vida justamente porque fala dessas coisas de encontros e desencontros e respostas misteriosas.

    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.