Enquanto isso por aqui #15 + Promoção


*Lidos:
  1. O mar de monstros - Rick Riordan / Intrínseca
  2. Scott Pilgrim contra o mundo vol. 2 - Bryan Lee O'malley | Quadrinhos na Cia.
  3. Kick Ass vol. 1 - Mark Millar e John Romita Jr. | Icon Comics
  4. Kick Ass vol. 2 - Mark Millar e John Romita Jr. | Icon Comics
Eu li os vol. 1 e 2 de Kick Ass no Kobo, por isso não tem foto para mostrar. 

*Aquisições:








  1. O Duque e Eu - Julia Quinn | Arqueiro
  2. Graceling - Kristin Cashore | Rocco
  3. Entre o agora e o nunca - J. A. Redmerski | Suma das Letras
  4. Saving Francesca - Melina Marchetta | Knopf Books (Meu primeiro livro em inglês, quando eu terminar de ler, faço um post falando da experiência)
*Trocas: 
  1. Nick e Norah - Rachel Cohn e David Levithan | Galera Record
  2. Razão e Sensibilidade/Orgulho e Preconceito/Persuasão - Jane Austen / Martin Claret

*Top 5: English books
  1. Eleanor and Park - Rainbow Rowell (Goodreads)
  2. The Girl in the steel corset - Kady Cross (Goodreads)
  3. The Disenchantments - Nina LaCour (Goodreads)
  4. Masque of the Red Death - Bethany Griffin (Goodreads) 
  5. Saving June - Hannah Harrington (Goodreads)

*Melhor Leitura
Eu adorei ter encontrado as HQ's de Kick Ass, li o primeiro e o segundo volume, e fiquei ainda mais animada para o filme 2. A história da HQ é basicamente a mesma a do filme, com apenas alguns elementos diferentes, o maior deles é a motivação do Big Daddy para treinar a filha e caçar os criminosos, na HQ eu achei extremamente idiota, o filme trouxe um tema mais forte, e que prende mais atenção, que é vingança, e foi uma escolha acertada. O segundo volume foi bem interessante também, e se possível, ainda mais violento. Red Mist, filho do mafioso morto no primeiro volume, quer vingança, e não poupará ninguém em sua luta contra Kick Ass, e que final fantástico, mesmo que tenha me deixado com raiva, já que é desumano terminar uma história assim, como é que fica minha ansiedade, até o volume 3 sair. Agora eu torço para que Kick Ass 2 seja tao bom quanto o primeiro e bem adaptado.

*Resenha +++++++ AHHHHHHHHHHHHHH preciso comprar:
Eu li duas resenhas no blog Minha vida por um livro que me ajudaram a escolher os livros para comprar esse mês. A primeira foi a do clássico Grandes Esperanças, de Charles Dickens, que eu já queria ler, mas faltava um incentivo para encarar 700 páginas, adorei a resenha da Nina, é tão completa, que te deixa maluca de vontade de conhecer a história. E a segunda resenha foi a de um outro clássico, Jane Eyre, que também estava na minha listinha, e só precisava de um empurrãozinho para poder comprar, espero gostar do livro, as recomendações foram as melhores.

*Papelaria:
Como vocês já devem ter percebido, eu adoro caderninhos e tenho uma quantidade alarmante considerável que eu não tenho coragem de usar, e esse mês eu comprei mais um monte, que ficará confortavelmente guardado na gaveta. Também comprei mais uma caneca para a coleção, que qualquer dia desse eu mostro para vocês, como boa fã de tudo relacionado com a Inglaterra que eu sou, fiquei meio maluca quando achei essa caneca para comprar, e acabei comprando uma para mim e minha irmã. 



*Promoção:

Para concorrer a esse kit basta preencher o formulário, a primeira entrada é obrigatória.


a Rafflecopter giveaway

Resenha: Anjo Mecânico - Cassandra Clare

Desculpem pela resenha gigante, é que não deu para ficar menor, espero que gostem.

Nota: 5/5
Cassandra Clare sabe como deixar o leitor apaixonado e principalmente aflito, com uma mistura de ação e romance, é impossível não se encantar, e também sofrer com suas histórias, é uma especialidade da autora te deixar assim, então se você ainda não leu nada dela, prepare-se para fortes emoções.

Eu conheci a série Instrumentos Mortais em 2011, adoro a história de Clary e dos caçadores das sombras, a autora criou um mundo mágico cheio de personagens encantadores, construiu uma trama cheia de ação, e um romance proibido, que faz a cabeça de qualquer um explodir ao final do primeiro livro, Cidade dos Ossos, por aí você já tira o nível de sadismo da autora, para quem gosta de romance sobrenatural ler essa série é obrigatório.

No ano passado a Galera Record lançou Anjo Mecânico, uma história no mesmo mundo dos caçadores das sombras, mas que acontece um século antes de Clary e Jace se conhecerem, na Inglaterra vitoriana. Não foi preciso muito para me convencer a querer esse livro também, ainda mais depois de todos os comentários acerca de um triangulo amoroso de esmagar o coração, por que sim, eu falo mal de triângulos amorosos, mas gosto deles secretamente, mesmo que isso me faça sofrer eternamente.

Tessa Gray vivia em NY, seu irmão havia partido para Inglaterra, em busca de trabalho, enquanto ela permaneceu com a tia, que não muito tempo depois adoeceu, e acabou morrendo. Sem mais nenhum parente vivo nos EUA, Tessa vai morar com o irmão, mais algo dá muito errado quando ela chega de viagem, a menina é raptada por pessoas que dizem ter também raptado seu irmão.

Tessa permanece na mansão das Irmãs Sinistras por semanas sendo forçada, através de treinamentos exaustivos, a praticar um habilidade que nem ao menos sabia que tinha, é claro que essas criaturas sinistras a estavam preparando para algo, mas Tessa não imaginava que o objetivo fosse o que lhe foi revelado, ela seria desposada por uma pessoa chamada apenas de Magistrado, e seria peça fundamental de algum plano maligno engendrado por ele.

E é na noite em que Tessa descobriu esse plano, que ela conhece os caçadores das sombras, nefilins encarregados de proteger os seres humanos das criaturas do submundo, que estavam ali atrás de pistas de misteriosos desaparecimentos que estavam ocorrendo na região. Eles resgatam a garota e a levam para o Instituto onde moram.

Ela recebe abrigo, e mesmo desconfiado de que eles estejam apenas interessados em suas habilidades, acredita que eles são de confiança, e pede ajuda deles para resgatar seu irmão. Eles precisam descobrir quem é o Magistrado e qual sua participação nos eventos recentes, quais são seus planos para Tessa, e afinal como ela tem as habilidades que tem.

Tessa é uma garota sonhadora, justa e corajosa, vive citando romances famosos que eu anotei e pus na minha listinha, ela ama o irmão, e mesmo com os problemas dele com jogatina e bebida, ela nunca, nem ao menos um minuto parou de procurar por ele. A autora me deu uma rasteira gigante com essa parte da história, que ódio mortal eu senti, não esperava por isso, ainda mais depois de tudo o que aconteceu, foi uma surpresa e tanto.

Charlotte é quem recebe Tessa no Instituto, é ela que comanda o lugar, e por ser mulher ela enfrenta diversas dificuldades de aceitação de outras caçadores, mas mesmo assim ela se mantem firme, e comanda o lugar muito bem, junto com o seu marido, Henry, que é meio destrambelhado, e vive construindo coisas que não funcionam direito. Também conhecemos Jessamine, que ao contrário de Charlotte, detesta o oficio que é obrigada a exercer, e não vê a hora de arranjar um marido, para poder se livrar dessa vida.

Will e Jem já nos são apresentados no comecinho do livro, e o que dizer dos dois, não sei se tenho palavras suficientes. Eu não estou sendo do contra ao afirmar que Jem *suspiros* é um personagem muito mais interessante para mim, ele é sereno e compreensivo, e ele toca violino, isso já me ganhou de cara. Assim como Will, ele também tem seus mistérios, uma história tão triste, que mais uma vez mostra o nível de maldade da autora para com seus personagens, e que afeta diretamente sua relação com os outros.

Will é misterioso, sarcástico e adora uma confusão, é ele que resgata Tessa da mansão das Irmãs Sombrias, e isso forma um forte vínculo entre eles. É evidente a atração gigante que existe entre os dois, mas algo que aconteceu no passado dele o impede de manter uma relação tão próxima a alguém, e é nesse momento em que ele mais faz uso do sarcasmo, sério, quase todas as pessoas que leram esse livro acham isso charmoso, mas eu acho irritante essas variações de humor.

Alguns de vocês já devem ter lido em algum lugar eu falando do meu sério problema com triângulos amorosos, e sim, apesar de gostar muito desse tipo de plot, chega uma hora que as coisas ficam cansativas, ainda mais quando autores, usam esse elemento para levantar uma história sem atrativos. Não, esse não é o caso do livro, longe disso, apesar de sutil nesse primeiro volume, já que eu esperava uma coisa mais arrebatadora, a autora não utiliza isso para fazer a história se tornar mais interessante, ela já é por si só, o triangulo é um elemento a mais, ele esta ali enquanto mil coisas estão ocorrendo em volta e movimentando a história. E ele é diferente dos demais triângulos, já que na maioria das vezes eles ocorrem entre dois personagens que não tem nenhum ligação, já em As peças infernais, Will e Jem são melhores amigos, e muito unidos. Dá para entender o que quero dizer quando digo que a autora é uma sádica malvada?

Dia da Toalha + Promoção


Se você sabe o que comemoramos hoje e qual a importância que uma toalha tem, parabéns, você tem um ótimo bom gosto, se você não faz ideia, volte cinco casas e comece de novo, brincadeirinha, vou te dar uma colher de chá, você obviamente já deve ter ouvido falar no Guia do Mochileiro das Galáxias, então, saiba que para nós mochileiros, a toalha tem um valor especial, por que ela tem utilidade para tudo, tudo mesmo, confira o trecho abaixo:
 “A toalha é um dos objetos mais úteis para um mochileiro interestelar. Em parte devido a seu valor prático: você pode usar a toalha como agasalho quando atravessar as frias luas de Beta de Jagla; pode deitar-se sobre ela nas reluzentes praias de areia marmórea de Santragino V, respirando os inebriantes vapores marítimos; você pode dormir debaixo dela sob as estrelas que brilham avermelhadas no mundo desértico de Kakrafoon; pode usá-la como vela para descer numa minijangada as águas lentas e pesadas do rio Moth; pode umedecê-la e utilizá-la para lutar em um combate corpo a corpo; enrolá-la em torno da cabeça para proteger-se de emanações tóxicas ou para evitar o olhar da Terrível Besta Voraz de Traal (animal estonteantemente burro, que acha que, se você não pode vê-lo, ele também não pode ver você - estúpido feito uma anta, mas muito, muito voraz); você pode agitar a toalha em situações de emergência para pedir socorro; e naturalmente pode usá-la para enxugar-se com ela se ainda estiver razoavelmente limpa.
Porém o mais importante é o imenso valor psicológico da toalha. Por algum motivo, quando um estrito (isto é, um não-mochileiro) descobre que um mochileiro tem uma toalha, ele automaticamente conclui que ele tem também escova de dentes, esponja, sabonete, lata de biscoitos, garrafinha de aguardente, bússola, mapa, barbante, repelente, capa de chuva, traje espacial, etc., etc.
Além disso, o estrito terá prazer em emprestar ao mochileiro qualquer um desses objetos, ou muitos outros, que o mochileiro por acaso tenha “acidentalmente perdido”. O que o estrito vai pensar é que, se um sujeito é capaz de rodar por toda a Galáxia, acampar, pedir carona, lutar contra terríveis obstáculos, dar a volta por cima e ainda assim saber onde está sua toalha, esse sujeito claramente merece respeito." 
Então se você ver alguém com uma toalha hoje, seja na rua, no trabalho ou em qualquer lugar, não ache que ele é louco ou qualquer coisa parecida, ele é apenas um mochileiro comemorando um dia especial.

Vocês já leram O Guia do Mochileiro das Galáxias? 
Eu tenho que confessar, quando li o primeiro livro me senti extremamente confusa e perdida, depois que Zaphod roubou a nave Coração de Ouro que é movida pelo gerador de improbabilidade infinita, tudo o que é maluquice passa acontecer, e se você não esta preparado, fica difícil entender, mas eu não desisti, e foi a melhor decisão que eu tomei em minha, porque, o segundo e o terceiro volumes são os livros mais fantásticos do universo, é de uma inteligência e sarcasmo de alto nível, gosto como ele retrata o ser humano, somos tão fodidos, não percebemos nossa insignificância perante ao universo, não passamos de poeirinha cósmica e nos achamos muito importantes, e o autor brinca com isso o tempo todo, e também com outros assuntos, tais como religião e política. 

O guia começou como uma serie radiofônica transmitida pela BBC Radio 4 em 1978, a triologia de cinco, como ficou conhecida foi publicada entre os anos de 1979 e 1992. Depois da morte do autor em 2001, a série ganhou uma continuação escrita por Eoin Colfer, E tem outra coisa, que eu tenho aqui em casa, mas ainda não li, já ouvi muita história sobre essa continuação, a verdade é que não será tão genial quanto a obra original de Douglas Adams, mas tenho certeza que não era essa a intenção, e sim uma homenagem ao autor, e uma saudade enorme desses personagens tão inesquecíveis. 

Em 2005 estreou o filme com Martin Freeman (isso mesmo, Bilbo, Watson e Arthur são a mesma pessoa) e Zooey Deschanel, o autor havia participado da produção do filme, mas morreu antes da conclusão, ele é citado como produtor honorário, eu até gosto do filme, mas a adaptação não é lá essas coisas, e o final, aquele típico "e viveram felizes para sempre" me faz ferver de raiva, mas mesmo assim o filme é um bom entretenimento. Há também um adaptação feita pela BBC em 1981, que dá para encontrar no youtube.

Festival de Quotes:
"Há uma teoria que indica que sempre que qualquer um descobrir exatamente o que, para que e porque o universo está aqui, o mesmo desaparecerá e será substituído imediatamente por algo ainda mais bizarro e inexplicável... Há uma outra teoria que indica que isto já aconteceu."
"Um número cada vez maior de pessoas acreditava que havia sido um erro terrível da espécie descer das árvores. Algumas diziam que até mesmo subir nas árvores tinha sido uma péssima ideia, e que ninguém jamais deveria ter saído do mar."
"Você não pode ver o que eu vejo porque vê o que você vê. Não pode saber o que sei porque sabe o que você sabe. O que vejo e o que sei não podem ser acrescentados ao que você vê e ao que você sabe porque são coisas diferentes. Também não podem substituir o que você vê e o que você sabe porque isso seria substituir você mesmo."
“Sabe - disse Arthur -, é em ocasiões como esta, em que estou preso numa câmara de descompressão de uma espaçonave vogon, com um sujeito de Betelgeuse, prestes a morrer asfixiado no espaço, que realmente lamento não ter escutado o que mamãe me dizia quando eu era garoto.
- Por quê? O que ela dizia?
- Não sei, eu nunca escutei.”
"A Enciclopédia Galáctica define o amor como algo incrivelmente complicado de se explicar. Já o Guia do Mochileiro das Galáxias define amor como: geralmente doloroso, se puder, evite-o. Mas para o azar dos terráqueos, eles nunca leram o Guia do Mochileiro das Galáxias." 
“‘O Guia do Mochileiro das Galáxias’ diz o seguinte a respeito de voar: Há toda uma arte, ele diz, ou melhor, um jeitinho para voar. O jeitinho consiste em aprender como se jogar no chão e errar.”
"O tempo é, por assim dizer, o pior lugar onde ficar perdido, como Arthur Dent havia descoberto. Ele já tinha se perdido várias vezes, tanto no tempo quanto no espaço. Pelo menos estar perdido no espaço mantém a pessoa ocupada."
"Desde que esta Galáxia surgiu, vastas civilizações cresceram e desapareceram, cresceram e desapareceram, cresceram e desapareceram tantas vezes que é muito tentador pensar que a vida na Galáxia deve ser (a) similar a um enjoo marítimo, espacial, temporal, histórico ou similar e (b) imbecil."
 "Terra: Praticamente Inofensiva."
Ele acabara de ter uma ótima ideia sobre como lidar com o terrível e solitário isolamento, os pesadelos, o fracasso de todas as suas tentativas de horticultura e a completa ausência de futuro e a futilidade de sua vida (…). Tinha decidido enlouquecer.
"Eu lamento dizer - falou por fim - que a Pergunta e a Resposta são mutuamente exclusivas. Por lógica, o conhecimento de uma impede o conhecimento da outra. É impossível que ambas possam ser conhecidas no mesmo Universo."
"Resumindo: É um fato bem conhecido que todos que querem governar as outras pessoas são, por isso mesmo, os menos indicados para isso."
"Sabe-se que há um número infinito de mundos, simplesmente porque há uma quantidade de espaço infinita para que estejam dentro. Entretanto, muitos deles não são habitados. Conseqüentemente, deve haver um número finito de mundos habitados. Todo número finito dividido pela infinidade é tão próximo a nada; como não existe probabilidade de criação, assim, a população média de todos os planetas no universo pode ser dita como zero. Disto segue que a população do universo é também zero, e que alguns povos que você puder encontrar de tempos em tempos são meramente o produto da sua imaginação." 
"A estória até aqui: No princípio o Universo foi criado. Isso irritou muitas pessoas e foi amplamente encarado como um passo errado." 
"Nos desculpamos pelo inconveniente" 
Promoção:
E para comemorar esse dia especial, vai rolar uma promoção com todos os 5 livros da série até o dia 14/06, participem!

a Rafflecopter giveaway

Não se esqueça, a resposta é sempre 42, e em caso de dúvida: NÃO ENTRE EM PÂNICO.

Top Ten Tuesday: Capas favoritas de livros que já li


                                          Meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish

10 - Por isso a gente acabou
Esse livro é todo lindo, eu adoro essa capa por que ela tem tudo a ver com a história, mas não entrega nada. Tenho sérios problemas com algumas capas, por que elas te fazem esperar um história diferente da que você vai encontrar, e como isso é frustrante. Esse foi um dos livros que eu mais gostei de ler, e apesar da raiva que me deu do Ed, eu adorei o final, por que nem tudo sempre acaba em "e foram felizes" para sempre, e isso é muito gratificante.

9 - Nevermore
Essa capa tem tudo a ver com o clima sombrio da história. Eu gosto mais da americana que tem os dois protagonistas, mas essa edição da Pandorga esta bem bonita também, e a diagramação esta perfeita, tudo combinando com o mistério do livro. Eu não vejo a hora de ler a sequência, a história terminou de um jeito tão triste, preciso saber o que acontece.

8 - Belas Maldições
Eu passei 2012 inteiro com vontade de ler esse livro, só deu para comprar depois que o preço baixou. Eu gosto dessa capa, por que ela é simples e bonita, não diz muito da história, mas não também não conta outra, e combina perfeitamente com o clima apocalíptico.

7 - Sussuro
Eu adoro romances sobrenaturais, e quando vi a capa desse livro pela primeira vez, eu soube que precisava conhecer a história. E não deu outra se tornou uma das minhas séries favoritas, eu amo a história de Nora e Patch. Quem ainda não leu, esta perdendo uma história incrível, então de um jeito logo nisso, e se apaixone pelo Patch também mas lembre-se que ele é meu.

6 - A caminho do verão
Eu adoro todas as capas dos livros da Sarah Dessen, por isso ela não podia faltar nessa lista. Esse foi o segundo livro dela que eu li, mas já tinha me tornado fã no primeiro, e lendo esse só confirmou o quanto gosto da forma da autora em conduzir a história. Auden vai passar o verão com o pai e a nova família, e é legal como ela chega lá cheia de preconceitos e ideias formadas, e ao longo de sua estadia, ela aprende tanto sobre a vida, si mesma e sua família.

5 - As vantagens de ser invisível
Como não amar tudo em relação a essa história? Adoro a combinação de tons na capa, e esse destaque em silhueta, uma pena que minha não é assim. Fica a dica de leitura, quem ainda não leu As vantagens de ser invisível, por favor faça isso agora.

4 - Até mais e obrigado pelos peixes
Sou apaixonada por essa série, eu adoro histórias sobre o espaço, viagens no tempo, ficção científica, então é meio difícil não se apaixonar pelo Guia do mochileiro das galáxias. No começo eu estranhei um pouco, por que a história tem um alto grau de nonsense, todas as capas dessa edição são lindas, uma pena é que não da para encontrar mais delas. Dos cinco, eu escolhi a capa do livro 4 por que tem a ver com uma das passagens mais legais da história.

3 - Emily The Strange
Eu não me canso de falar o quanto eu sou apaixonada pela capa desse livro, que foi fator determinante para escolher ele na livraria, sem contar a edição maravilhosa da Galera Record. Eu estou doida para saber como será os próximos livros da série, espero que a editora mantenha as capas. Emily é uma das minhas personagens favoritas, adoro o fato dela ser ainda pré-adolescente, ter uma personalidade forte e um humor negro.

2 - A garota americana
Já perdi a conta de quantas vezes eu falei desse livro aqui, muitas e muitas. Mas tem como não amar essa capa, e falar dela todas as vezes que eu tenha a oportunidade, acho difícil. Eu tenho um amor super especial por esse livro, e apesar de já fazer tempo, eu lembro que comprei ele por causa da capa, e como não, acho uma pena que tenham trocada ela por essa vermelha feiosa. Já indiquei esse livro muitas vezes, mas não custa nada recomendar de novo, estão avisados.

1- Zumbis x Unicórnios
Dizem que as crianças são atraídas por coisas coloridas e brilhantes, então, eu ainda não passei dessa fase, eu adoro coisas coloridas, e essa combinação de cores de Zumbis e Unicórnios É TÃO LINDA, eu me apaixonei por esse livro desde a primeira vez que eu vi, e OMG os contos são tão bons, tem autores super fodásticos, recomendo, recomendo, vão ler aí, mesmo que vocês sejam Time Zumbi ou Time Unicórnio, aproveitem essa história.

Eu sei que as postagens andam meio escassas, mas estou com alguns probleminhas, espero que essa semana tudo volte ao normal.

[Tag] The Name Game Book

A querida Camila do blog Daily of Books Mila, me indicou essa tag, que eu já queria responder, mas estava com preguiça de escrever, juntando o útil ao agradável espero que vocês gostem.

O objetivo é acharmos na estante livros que formem nosso nome.


Just Listen - Sarah Dessen / iD (Resenha)
Esse foi o primeiro livro da Sarah Dessen que eu li, e eu virei fã.
A família de Annabel parece perfeita, mas sua relação com ela é maquiada, ela esconde seus segredos, suas dúvidas e sentimentos, para não causar nenhum mal-estar, e eu gostei da forma como a autora abordou um tema polêmico, mas não o transformou no centro da história, o usou como um gatilho para a personagem modificar essa relação famíliar. Todo mundo esconde segredos, e as vezes eles são pesados demais para se carregar sozinho, e por mais que você pense que sua família não vai te entender, ou vai te julgar, eles são seu porto seguro.

Um estudo em vermelho - Sir Arthur Conan Doyle / Martin Claret (Resenha)
As pessoas podem até não gostar (é, existe gente assim) mas todo mundo conhece o detetive mais famoso do mundo, eu sempre tive curiosidade para conhecer mais esse detetive peculiar, e depois de ver a série e o filme, eu parti para os livros. Em Um estudo em vermelho nós descobrimos como Sherlock conheceu Watson, e como foi o primeiro caso deles juntos.

Legend - Marie Li / Prumo (Resenha)
Ainda estamos em maio, mas posso dizer com certeza que, quando chegar o fim do ano e formos fazer a listinha dos melhores do ano, Legend estará na minha. Eu não esperava muito do livro, só comprei por que estava em uma dessas promoções loucas do submarino, eu já tinha lido algumas resenhas que não me deixaram entusiasmada, mas já nas primeiras páginas eu fiquei viciada na história, e que história emocionante, cheia de ação e tão triste, não vejo a hora de ler a sequência

Inferno no colégio interno - Lemony Snicket / Cia das Letras 
Eu me interessei por essa série depois que um blog que eu adoro fez um especial sobre o autor no ano passado. Até agora eu li os quatro primeiros, e por mais que eu goste da história, acho que esses livros repetem muito as tramas, e já que são 13 livros, eu espero que a coisas mudem um pouco, ouvi dizer que isso acontece, agora é continuar ler a série.

Alma? - Gail Carriger / Valentina (Resenha)
Eu tinha muitas expectativas sobre esse livro, tanto que eu estava com muito medo de me decepcionar. Assim que o livro saiu, eu tive que comprar, e OMG, como eu amei tudo, fico até sem palavras para descrever o tanto que eu gostei. Adorei a trama de mistério, adorei o romance, que inclusive se tornou um dos meus casais favoritos, e não vejo a hora de ler a continuação.

No limite da atração - Katie McGarry / Verus 
Eu não me lembro onde, mas vi uma resenha desse livro antes dele ser lançado que me deixou doida de vontade para conhecer essa história, aí tive que esperar o lançamento da editora, essas esperas me matam de ansiedade. Pretendo ler o livro esse mês, então ainda vai sair resenha dele.

A garota americana - Meg Cabot / Galera Record (Resenha)
Esse livro é super especial para mim. Diferente de muitos outros blogueiros que leêm desde a infância, eu comecei a ler na adolescência, esse foi o primeiro livro que li por prazer e foi o primeiro que eu comprei, e já reli tantas vezes, ele é meu xodó. 

Indicações: 



Resenha: Scott Pilgrim contra o mundo 2

Quem não leu a resenha do primeiro livro ou não conhece Scott Pilgrim, precisa saber umas coisinhas sobre o personagem, Scott é um carinha de 23 anos que toca em uma banda, não tem emprego, mora e compartilha a mesma cama com o amigo gay, se apaixona muito facilmente e tem muitas namoradas, no momento ele namora Ramona Flowers, e parece estar bem apaixonado, já que, para ficar com ela ele precisa derrotar todos os seus os ex-namorados do mal, até agora ele esta se saindo muito bem.

O quadrinho é uma mistura de realidade e fantasia, e fico me perguntando o que é que Scott tem, será algum tipo de poder, ou só muita força de vontade, porquê tem algo inexplicável sobre ele, que tipo de charme é esse? Será algum tipo de poder de sedução super potente que atrai as garotas? E os amigos? Por que são tão benevolentes? Acho que na verdade as pessoas perdoam as mancadas Scott por que, na maioria das vezes não sabe o que esta fazendo, mas que esse charme todo é meio sobrenatural, isso é.

Scott tem muitos defeitos, tipo ser um canalha/preguiçoso/vagabundo, e o que eu estou adorando na história é como ele esta aprendendo a ser uma pessoa melhor, é uma evolução de caráter, o problema dele é esquecer que os outros tem sentimentos, não por ser mal, mas por ser tapado mesmo. Ao longo da história ele vai crescendo, bem timidamente, vai ficando mais maduro, vejam só, até um emprego ele arranja, e esta mais do que disposto a derrotar todos os ex do mal de Ramona, para poder ficar em paz com ela.

Nesse volume Scott derrota mais dois ex-namorados de Ramona, Todd Ingram e Roxane Richter, que não representam um grande perigo, porém ele também é perseguido por um cara com uma espada - que depois ele descobre ser o pai de uma ex-namorada. Finalmente ele arranja um emprego, e deixa de depender dos amigos, principalmente de Wallace, com quem divide o apartamento. Mas nem tudo são flores, uma amiga dos tempos de escola aparece para abalar o seu romance, e também conhecemos Envy, a única garota que destruiu o coração de Scott.

O que eu acho mais engraçado sobre os ex-namorados de Ramona, é que eles são meio chinfrim, mesmo tendo super poderes, a maioria não passa de idiotas arrogantes, definição perfeita para ex-namorado do mal #3, Todd Ingram, que é baixista na mesma banda de Envy, e inclusive namora ela. O cara é um imbecil até mais que Scott que acaba perdendo por que trapaceou em sua dieta vegan, e é por isso que eu adoro essa história, é tudo muito nonsense.

Como eu já havia visto o filme, eu sabia que um dos ex-namorados do mal de Ramona, na verdade era uma namorada, por isso a Roxy não foi uma grande surpresa, a verdade é que de todos os que apareceram até agora, foi a única que eu gostei, por que ela é fofinha. Quando Scott se dá conta de que terá que enfrentá-la por que ela já namorou Ramona, ele quase tem um treco, é tão engraçado ver o cérebro de Scott se partindo em dois.
Se você gosta de quadrinhos e quer ler uma história super divertida e muito nonsense, eu indico Scott Pilgrim, aqui no Brasil ele é lançado pela Quadrinhos na Cia, selo da Companhia das Letras, o que é garantia de um bom produto. O preço é um pouquinho salgado, mas fique atento ao Submarino, eles sempre abaixam o preço, e dá para comprar mais em conta. A versão brasileira tem três edições, ao contrário da americana que tem 6.

Uma pena a edição brasileira não ter essas capas, são tão lindas.


  Agora só falta três. 

Sobre... trocar livros no skoob


Eu sei que muita gente tem dificuldade em se desapegar de seus livros, mas quando falo de troca, não estou querendo dizer para você trocar o seu livro favorito, eu nunca trocaria por exemplo, meus exemplares de Academia de Vampiro, Hush hush, Night Huntress, os livros da Sarah Dessen, os do John Green, da Meg Cabot, que são livros que moram no meu coração.

Quando descobri o skoob, uma das coisas que mais me deixou fascinada, foi a possibilidade de trocar justamente os livros que eu não tinha gostado e que não pretendia reler, por outros que eu estava louca para ler, e por mais que tenha sido difícil me desapegar no começo, não faria nenhum sentido manter livros que eu não queria mais, muito menos aqueles que eu não havia gostado.

Eu tenho três requisitos para colocar um livro para troca: 1 - Os que não pretendo reler; 2 - aqueles que me decepcionaram; 3 - e principalmente aqueles que eu detestei ler. São desses livros que estou falando com vocês, todo mundo tem pelo menos um - se não tem, parabéns sortudo - por isso acho imprescindível praticar a arte do desapego, assim você pode trocar um livro que não foi tão bom para você por um que você queira muito, chegando até a economizar um bom dinheirinho.

No skoob temos duas formas de trocas:
Livro x Livro:
Muitas pessoas preferem trocar livro a livro, pois te dá uma liberdade maior para escolher qual livro você quer, é recomendável checar as referências das pessoas com que você pretende trocar, infelizmente trambiqueiro existe em todo lugar, se possível, peça fotos do livro, se assegurar de que você esta fazendo uma troca segura nunca é demais. Deixe claro antes de confirmar a troca com a outra pessoa, que você quer o código de rastreio que os Correios fornece, assim você pode acompanhar sua encomenda. 

Skoob Plus:
Para se tornar um usuário plus, você precisa acessar o ícone Plus na página do seu perfil, lá você encontrará o painel onde controlará suas trocas, você não precisa pagar nada, é só aceitar e automaticamente você já passa a ser um usuário plus amarelo.


É muito simples disponibilizar um livro, basta clicar no ícone de troca, e para isso, primeiro você tem que adicionar o livro a sua estante. Depois vá na sua estante virtual e passa o mouse por cima do livro que quer trocar, aparecerá a opção editar, é só clicar nela:


E abrirá o seguinte painel:
1 - É o ícone de troca (clique na foto para ampliar);
2 - Você clica para editar as suas opções de troca, você pode colocar foto, fazer uma descrição das condições em que o livro se encontra, e escolher quantos créditos você quer pelo livro, não esqueça de salvar as alterações. 

Uma dica: Algumas pessoas não percebem que se deve adequar o valor do crédito pedido ao livro, se for um livro que muitos outros usuários disponibilizam a um crédito, e você colocar a dois, dificilmente terá o livro solicitado. 


Para começar a trocar via plus, você precisa de créditos, os usuários que utilizam o sistema tem a opção de  disponibilizar livros a um ou a dois créditos, e para obtê-los, é inevitável, alguém precisará solicitar algum livro seu, você receberá os créditos assim que o livro chegar ao destinatário e ele marcá-lo como recebido. Há também a opção de comprar créditos, mas para isso, é preciso já ter realizado trocas.

O painel do plus é esse:
  1. Você pode procurar se o livro que deseja esta disponível para troca; 
  2. Se por algum motivo você não estiver em condições de fazer trocas, e não quer receber solicitações, você pode pausar sua estante, para ativá-la, você encontrará no mesmo local o botão ativar, e suas trocas voltarão ao normal:
  3. São os livros que você solicita, é através dessa opção que você recebe do outro usuário o código de rastreio dos Correios, e onde você marca que recebeu o livro;
  4. São as suas solicitações de troca, quando alguém solicita um livro seu, é através desse painel que você irá aceitar ou recusar a solicitação, onde encontrará o endereço para qual enviará o livro, e onde você deverá colocar o código de rastreio dos Correios e marcar o livro como enviado;
  5. São os seus livros disponibilizados para troca. Através dessa opção você também pode editá-las, e pausar individualmente o livro quer quiser, ao contrário do item 2 que pausa a estante inteira;
  6. Esse é importante, quando você adiciona um livro a sua estante do skoob, aparece uma série de opções ao lado do ícone "vou ler", quando você marca um livro como desejado e ele esta disponível para troca, é nessa categoria que você pode vê-los;
  7. São sugestões baseadas nos livros que você já leu;
  8. Livros recentemente adicionados ao sistema pelos outros usuários;
  9. Quando você troca um livro, o outro usuário avalia a troca (através do item 3) e isso forma a sua reputação, por isso, certifique-se de enviar os livros conforme descrito, e de empacotá-los bem, para que ele chegue da melhor forma ao destino. Uma avaliação ruim, pode arruinar suas chances de trocas:
  10. Onde você editará seu endereço, certifique-se que esteja tudo ok, o skoob não se responsabiliza por trocas mal sucedidas;
  11. Se você já estiver apto e quiser comprar créditos é só acessar essa opção, cada um custa 9,90.

OBS:
*Quando você adere ao sistema plus, você passa a ter o ícone plus ao lado do seu nome, você se tornar plus azul é após fazer duas trocas completas , antes disso o ícone permanece amarelo.
* Quando você envia uma solicitação de troca a outra pessoa tem dois dias para aceitá-la ou não. Passado esse período você mesmo pode cancelar a troca se desejar.

Fique atento:
*Quando você recebe uma solicitação de troca, assim como quando você recebe uma solicitação de amizade, aparece no topo da página a quantidade de livros solicitados, assim você pode saber que um livro seu foi solicitado sem ter que entrar no painel do plus o tempo todo, o skoob também envia um e-mail, avisando sobre a solicitação.


E por fim, alguns dos livros que recebi de trocas, tanto livro x livro, como pelo plus:


Meu Skoob.

Gente, espero que tenham gostado das dicas, se tiverem alguma dúvida, ou se encontrarem alguma informação errada no texto, me avisem.

Resenha: Alma? - Gail Carriger / Editora Valentina


5/5 [Favorito]

Antes de tudo eu tenho que dizer que esse livro superou minhas expectativas, e olha que eu tinha muitas, muitas mesmo, desde que li uma resenha dele no ano passado e aguardei ansiosamente o lançamento da Editora Valentina, como valeu a pena esperar.

Eu escrevi um post sobre Steampunk no mês passado, e me dei conta que ainda não tinha lido nenhum livro do gênero, o que é uma grande incoerência, já que é um dos meus preferidos, então para estrear, enfim escolhi esse, que tem todos os elementos para um livro ser bom para mim, tem steampunk, vampiros, lobisomens, uma mocinha inteligente, um mocinho de tirar um fôlego, um mistério a ser resolvido e um romance arrebatador, não sou nem um pouquinho exigente.

Como é bom ler um livro com uma protagonista que logo de cara você passa a amar, Alexia não só me encantou por ser uma leitora voraz, como também por apreciar um bom prato, e principalmente por ter uma língua afiada e não deixar nada escapar de sua vista. Fiquei com dó dela em alguns momentos, por que por ter descendência italiana, ela foge dos padrões de beleza da Era Vitoriana, e infelizmente sua família - e a sociedade em geral - a faz lembrar disso com frequência, fazendo com que ela tenha baixa-estima. Confesso que me irrito com personagens com esse tipo de problema, mas achei que a autora abordou de maneira bem natural o assunto, já que a pobre da personagem passou a vida toda ouvindo que não era bonita, então dá para entender suas desconfianças quando era cortejada por um certo lobo alfa.

Tudo começa quando Alexia é atacada por um vampiro na biblioteca durante um baile, se defendendo com sua sombrinha a moça mata a criatura, e ela pretendia fugir dali sem ser vista, porém quando estava prestes a sair seus planos são frustrados, forçando Alexia a fingir um desmaio. E sua farsa dura até chegada dos agentes da DAS - divisão do governo responsável pelas investigações de cunho sobrenatural. Na história os seres sobrenaturais são conhecidos e aceitos na sociedade, fazem parte do governo, e vivem de forma bem organizada, principalmente na Inglaterra.

Alexia e Lorde Maccon, chefe da DAS e lobo Alfa, não tem um relacionamento muito bom desde um certo acidente com um porco espinho, e para o Lorde a srta. Tarabotti não passa de uma encrenqueira, ele esta cansado de encontrá-la onde não deveria, metendo o bedelho em assuntos que não são seus, o que o irrita profundamente.

Eu adoro romances em que os protagonistas vivem brigando e discutindo um com o outro, e acho que de todos os livros que já li com esse plot,  nunca encontrei um casal mais brigão que esse, ver os dois discutindo e demonstrando afeição um pelo outro é a coisa mais deliciosa do mundo. A autora não começa um romance do zero, como eu imaginei, pensei que eles fossem demorar um pouco mais para cair de amores um pelo outro, mas não, ela parte de uma tensão que já existia entre os dois desde que se conheceram, e estava mais do que evidente de que era questão de tempo até os dois se pegarem que palavra feia para valer.

Os vampiros e lobisomens vivem em grupos, e tem por obrigação acatar as ordens do governo, como por exemplo, a transformação, apesar de ser difícil, pois implica em questões ainda incertas sobre quem tem alma o suficiente para sobreviver a ela, todas as colmeias (grupos de vampiros) e alcateias precisam relatar todas as transformações bem sucedidas, e isso é uma lei irrevogável, acontece que o vampiro que Alexia matou não pertencia a nenhuma colmeia, era um vampiro desgarrado, que nem ao menos sabia o que ela era, o que implica em uma ampla investigação do DAS.

Nossa protagonista também é um ser sobrenatural, ela é um preternatural, um ser que não tem alma, e neutraliza os poderem sobrenaturais dos outros, a um simples toque. O feito de Alexia passa despercebido do grande público, mas os seres sobrenaturais descobrem a sua façanha, e ficam muito interessados em conversar com ela, e depois de uma visita a uma das principais colmeias de Londres, sua vida sofre uma brusca mudança.

Alexia passa a ser perseguida por uma estranha criatura que não parece humana, e sendo assim Lorde Maccon coloca vigilância sobre ela durante 24 horas por dia, ao mesmo tempo o DAS descobre que em todo o reino diversas criaturas sem registro andam aparecendo, e que muitos outros parecem sumir sem deixar rastros, tudo parece conectado, ainda mais depois que a central do DAS é arrombada e todos os arquivos sobre os seres sobrenaturais da região são roubados, inclusive o de Alexia, o que redobra os cuidados de Lorde Maccon para com ela suspiros eternos.

Adorei o desfecho que a autora deu na história, não só com relação ao romance, que para mim é perfeito, é um dos casais que eu mais amei ler, mas a amarração da história com a explicação sobre os seres desgarrados, os desaparecimentos, a estranha criatura que persegue Alexia, faz todo o sentido e abre muitas possibilidades para o próximo livro. A história é fechadinha, não termina com aqueles finais desgraçados, que te fazem chorar sangue com vontade de ler o próximo livro.


A editora Valentina divulgou que lançará a sequência ainda no segundo semestre desse ano.
(Não leiam a sinopse do segundo livro, tem spoiler. A não ser claro que você já tenha lido Alma?)

[Mini] Desafio: Um mês de estréia


Leituras [Maio] 

Para diminuir a lista de leitura em maio eu propus esse pequeno desafio, que eu já tinha vontade de fazer desde o final do ano, quando li Zumbis X Unicórnios e percebi que vários dos autores que escreveram para antologia estavam na minha lista de desejados, e que eu até já tinha os livros deles, mas ainda não tinha lido, por isso os livros escolhidos só poderão ser de autores que eu ainda não li, não foi nada difícil escolher os autores, priorizei aqueles que eu já deveria ter lido, porque como uma fã assumida de YA books é uma vergonha que eu já não tenha feito.

A lista era um pouquinho maior, mas eu não encontrei Sociedade Secreta - Rosa e Túmulo, da Diana Peterfreund - que escreveu um dos meus contos favoritos em Zumbis x Unicórnios - em lugar nenhum, então tirei esse da lista.


Gata Branca - Holly Black
Um livro que envolve máfia e magia, como não querer? A primeira coisa que me chamou a atenção nesse livro foi a capa, que para mim é linda e intrigante. Eu li ótimas criticas a história, e simplesmente amo livros narrados do ponto de vista masculino, por que estranhamente me identifico muito mais com o personagem, eu não sei por que, mas é exatamente isso que acontece. Eu não posso nem dizer o quanto de expectativa eu tenho, ainda mais por que promete uma trama mais madura, espero realmente gostar.

Louco aos poucos - Libba Bray
Eu conheci esse livro quando estava andando distraidamente pela livraria, prometendo a mim mesma que não exageraria nas compras, foi amor a primeira vista, o título logo me chamou a atenção, e a sinopse, a coisa mais nonsense que eu já li, me deixou eufórica, por que eu realmente gosto de coisas nonsense. E quem sabe no próximo mês eu não pegue também para ler, outra série da autora que eu só comprei pelo tanto de elogio que a Julia faz.

Calafrio - Maggie Stievfater
Esse ano eu pretendo ler todos os livros da Maggie já lançados no Brasil, o três volumes dessa série, A corrida do escorpião e The Raven boys, que será lançado em setembro. O que mais me deixa curiosa com relação a autora é que, as pessoas elogiam sempre sua escrita poética, e como ela sabe narrar bem, e te prender a história, assim fica difícil não querer.

Anna e o beijo francês - Stephanie Perkins
Eu sei, eu sei que deveria ter lido esse livro há tempos, mas eu sempre passo outro livro na frente, vai entender, todos os meus blogueiros queridos já recomendaram, e até que enfim eu vou ler, por que Paris é a cidade mais linda para se apaixonar.

Leviatã - Scott Westerfeld
Quando eu soube que esse livro iria ser lançado aqui eu dei pulinhos de felicidade - é, eu faço isso - já que não leio em inglês, tive que esperar, a capa é a coisa mais linda do mundo, e eu espero muito da trama, acho steampunk um cenário tão rico para se explorar e criar uma bela história, espero que a continuação seja lançada logo - e vai, em Julho.

O livro que tiver mais cometários na resenha, será sorteado em junho aqui no blog.
E aí gostaram da novidade?
Qual desses livros vocês mais querem ler ou mais gostaram de ler?