[Resenha] As aventuras de Sherlock Holmes

Autor: Sir Arthur Conan Doyle | Gênero: Clássico/Investigação | Série: Não | Nota: 5

Depois de meses sem ler nada, sim, por que durante esse tempo em que o blog ficou parado, eu mal tive tempo para ler, resolvi que precisava retomar minhas leituras, e para isso eu escolhi um livro que além de preencher os requisitos para os desafios que eu estou participando, é um que eu queria ler há muito tempo.

Quem nunca ouviu falar em Sherlock Holmes, ou que nunca tenha pelo menos uma vez proferido seu célebre jargão "Elementar, meu caro Watson"? O famoso detetive faz parte do imaginário popular, e eu sou fã assumida, adoro sua personalidade excêntrica e o pensamento lógico com o qual desvenda tanto os crimes mais sórdidos, quanto as mais triviais histórias do dia-a-dia. 

Esse livro traz doze contos, e eu adorei todos, mais não tem como falar sobre cada um deles, então eu vou comentar um pouquinho sobre os meus favoritos. 

*Um Escândalo na Boêmia
Não é fácil passar Sherlock Holmes para trás, mas algumas pessoas conseguiram, e entra elas está Irene Adler, que foi capaz de ludibriar o detetive e todos os seus truques performáticos. Irene tinha em sua posse, uma foto muito íntima entre ela e o então rei da Boêmia, e prometia expô-lá ante ao futuro casamento dele, que já havia feito diversas tentativas de tentar recuperá-la, e como último recurso, procurou Sherlock. Adorei ver os truques que Holmes usou para se infiltrar na casa de Irene, e como no último instante, ela foi mais esperta que todos. 

*As cinco sementes de laranja
Esse foi um dos meus contos favoritos, por que ele começa com uma história que não promete nada, mas evolui para uma trama cheia de reviravoltas e mistério. Mais uma vez, Sherlock e Watson recebem um cliente em sua aconchegante sala em Baker Street, o jovem John Openshaw lhes conta uma história repleta de fatos desconexos e mortes sem explicação. Seu pai e tio, haviam morrido pouco tempo depois de receber uma estranha carta contendo cinco sementes de laranja, para ele, aquilo não tinha nenhum significado, mas agora o próprio havia recebido uma, e lutava para entender o significado daquilo, antes que tivesse o mesmo fim. O desfecho dessa história é magnífico!

*O Carbúnculo Azul
É notório que, em muitas ocasiões, Sherlock pretere os casos de grande destaque, por aquelas típicas picuinhas do cotidiano, e algumas vezes, casos que a principio são de fácil resolução, são apenas a ponta de uma trama muito mais sórdida. Como o caso de O Carbúnculo Azul, que começou com uma simplória investigação sobre um chapéu velho, que no final se tornou a resolução do roubo do século.

Os demais 9 contos, também apresentam ótimas e estranhas tramas sobre os mais variados comportamentos humanos, e foi uma delícia acompanhar Sherlock e Watson na resolução de todos eles. Espero poder em breve acompanhar mais casos, e me surpreender novamente.


Essa resenha faz parte dos Desafios:



1 comentários:

  1. Te entendo completamente! O EV também ficou um pouco parado por causa da falta de tempo para ler. :(
    Mas que edição LINDA desse livro. Eu sou apaixonada pelo Sherlock e li um livro da Martin Claret que também era de contos. <3 Mas não tinha nenhum desses que você separou, o que só me deu ainda mais vontade de TER essa edição!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.