[Resenha] Cartas de Amor aos Mortos



Autor: Ava Dellaira | Gênero: YA contemporâneo | Série: Não | Nota: 4,0



Cartas de Amor aos Mortos foi lançado dia cinco desse mês e a editora Seguinte disponibilizou uma prova para resenha.
O livro vai contar a história da Laurel que perdeu a irmã não faz muito tempo e recebe uma tarefa na aula de inglês em que ela deve escrever cartas. Aos mortos. O título já meio que revela a premissa. Mas ao contrário do que você, que não tinha ouvido falar desse livro ainda, pode imaginar, ela não escreve cartas à irmã dela. Ela escreve para pessoas como Kurt Cobain, Amy Winehouse, Heath Ledger, Amelia Earhart... E isso é de longe o que eu mais gosto sobre esse livro.

Laurel é problemática, acho que isso já era de se esperar. Tem um mistério em volta da morte da irmã dela e só ela sabe dizer o que realmente aconteceu – o que ela não diz. Além disso, ela divide seu tempo entre morar com o pai, e morar com a tia já que a mãe dela está passando um tempo na Califórnia; acabou de entrar no ensino médio, e são tantas mudanças acontecendo. Apesar de não preferir muito personagens inocentes, tem uma coisa com a Laurel e a confusão e o coração partido que ela tem. Lembra muito o que eu senti pelo Charlie de As Vantagens de ser Invisível.

Aí lá pelas tantas ela começa a fazer amigos com quem ela vive altas aventuras – só para entrar no clima sessão da tarde já que eu entro em férias hoje, YAAY! – e conhece o Sky. Não vou contar mais nada, porque a partir daí tem spoilers, mas é assim que as coisas vão acontecendo.


Eu tenho dois problemas com esse livro. O primeiro é que, ele é bastante influenciado pelo modo Stephen Chbosky (As Vantagens de ser Invisível) de escrever, então provavelmente quem amou o livro dele tem mais chances de gostar muito de Cartas de Amor também.*


*Um momento para o “Você sabia?”: A autora do livro, Ava Dellaira, trabalhou um tempo com o Stephen Chbosky e ele já leu bastante do que ela escreveu, é por isso que ele tem uma influência enorme sobre o livro.*


As Vantagens de ser Invisível é um dos meus livros favoritos, mas eu não consegui gostar muito dessa semelhança toda. Entendam, o problema sou eu não o livro, então talvez você tenha uma reação diferente. Outra semelhança com livros que eu encontrei foi com O Céu Está em Todo o Lugar da Jandy Nelson (um dos meus favoritos da vida <3). O livro da Jandy também fala sobre o relacionamento entre irmãs e até que ponto uma pode influenciar a outra e isso é um dos assuntos principais de Cartas de Amor. 

O outro problema é que muita coisa acabou não me conquistando como se faltasse algo. Grande parte do livro foi como se as coisas fossem rasas. Por exemplo, o romance. Ok que ele não é o foco do livro e tudo o mais, mas eu achei a construção dele, bem como a caracterização do Sky um tanto medíocres.

MAS, apesar disso, eu ainda consegui me emocionar com a história, não entendam mal.

Agora vamos à parte onde falo coisas boas do livro, porque ele é muito bom, apesar de todos os infortúnios. A escrita é bem poética, o que não é surpreendente dado ao tema do livro, mas ainda assim é linda. Eu criei uma grande curiosidade pelos pais da Laurel e como foi a história de amor deles. Se a autora fizesse um conto sobre eles nem que seja em e-book eu certamente leria.

O livro é um romance epistolar, ou seja, todo escrito em cartas como vocês perceberam. É muito legal ver ela falando com todas aquelas pessoas famosas com uma intimidade bela e com compreensão. É legal também ver a história deles e como eles eram antes de ficarem famosos.
Em geral, Cartas de Amor aos Mortos é um livro que, como a Heather do canal Bookables diz, faz você sentir coisas. Tristeza, felicidade, raiva (principalmente), indignação (lots of it também) e um monte de outras emoções. Apesar de tudo, é um livro que eu recomendo sim, e principalmente para aqueles que gostaram de As Vantagens de ser Invisível como eu disse lá em cima. 

Eu não gosto de fazer comparações, mas com esse livro foi meio que impossível. Espero que vocês tenham gostado dessa resenha, porque sinto que estou perdendo a prática. Oh céus.

Era isso gente, beijinhos.


Ps.: Aqui tem um vídeo que a autora fez falando sobre o livro. 
Ps².: Cartas de Amor vai virar filme pela Fox 2000 a produção vai ficar para os responsáveis por A Culpa é das Estrelas.



"-Sabe, docinho, existem duas coisas importantes no mundo: estar em perigo e ser salvo."




9 comentários:

  1. Achei i enredo muito interessante, mesmo com suas ressalvas acredito que também irei me emocionar com o livro. Adorei sua resenha e não vejo a hora de tirar minhas próprias conclusões. Beijos e boas leituras!

    http://jessicadventuretime.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Julia!
    Não conhecia o livro, mas gostei da premissa, os YA sempre chamam minha atenção. A história parece ser bem diferente do que geralmente encontramos no gênero, mas a protagonista despertou meu interesse. Não costumo ler livros envolvendo cartas, mas achei esse bem legal devido aos destinatários das cartas! rsrsrsrs
    Quando tiver oportunidade quero ler!

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Eu sou apaixonada por As Vantagens de Ser Invisível, é meu livro favorito da vida e até tatuei uma parte dele. Fazer referencia à essa obra na sua resenha me deu mais vontade ainda de ler o livro, e assim que conseguir pretendo ler! Fiquei ainda mais instigada ao saber que irá virar filme rs

    Beijos!
    http://poesiadestilada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estava tão empolgada por esta leitura =/ não gosto quando leio um livro e fico lembrando de outros o tempo todo e, pela maneira que você falou e pelos livros que citou, vai acontecer exatamente isso =/ Parabéns pela resenha sincera^^

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário! Você é quem sabe, mas se puder tente, talvez goste.

      Excluir
  5. Oi Julia!!

    Perdendo a prática de que? A resenha está ótima!! Mesmo!!

    Não conhecia esse livro e achei o nome dele meio estranho, mas adorei a premissa, o estilo do livro e acho que eu ia gostar muito! Ainda não li As Vantagens de Ser Invisível, mas já li O Céu Está Em Todo Lugar e ao mesmo tempo que gostei dele eu não gostei. Mas na época, eu não gostava muito de livros dramáticos... hoje em dia curto mais. Adoro.

    Beijos,

    Marcelle
    www.bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Leia sim, espero que goste :D

      Excluir
  6. Júlia menina como assim vc gostou ou não do livro???? A cada parágrafo eu entendia uma coisa diferente. Mas enfim tenho certeza que não leria principalmente pq não gostei do livro As Vantagens de ser invisível. Mas gostei de saber sobre o que se tratava o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... Você captou bem o espírito! Eu gostei, mas houve coisas que me incomodaram. Entretanto, sei que outras pessoas iriam gostar :)

      Excluir

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.