[Resenha] Obsidian


Autor: Jennifer L. Armentrout | Gênero: YA sobrenatural | Série: Sim | Nota: 4,5


Sabe quando você começa um livro cheia de expectativas, e espera lá no fundo do seu coração, que ele seja tão bom quanto você está ansiando? Eu estava exatamente assim quando comecei essa série, e agora, poucas horas depois que eu terminei o livro, me pergunto por que levei tanto tempo para lê-lo, puta que pariu eu ainda estou sem ar só de pensar em Daemon Black. 

Confesso que eu tenho uma queda irremediável por essas séries sobrenaturais teen, foi assim que eu comecei a ler, e meu amor é grande até hoje, por isso eu não me canso delas, quanto mais melhor. Então, mesmo com todos os clichês: garota nova na cidade, tragédia pessoal, vizinho super gato com algum poder sobrenatural, eu já estava amando. Eu conheci essa série no ano passado em uma votação em um site gringo, onde o personagem Daemon estava competindo páreo a páreo com meu querido Dimka, tinha que ter alguma coisa especial nele, então eu adiei, adiei, até que decidi que estava na hora. E logo no começo eu fui arrebatada pelo charme arrogante desse belo gato de olhos verdes, e ansiava por cada nova aparição sua. 

Eu já me mudei algumas vezes na minha vida, NUNCA tive a sorte de ter um vizinho tão sexy como Daemon, mas para Katy, o que ele tem de beleza (e põe beleza nisso) ele tem de arrogância, e mesmo com aquele abdômen definido, olhos verdes sedutores, e sorriso de arrasar quarteirão, ela sente vontade de lhe dar um tapa toda vez que ele abre a boca. Katy, recentemente se mudou com a mãe, que esta em busca de um recomeço, há três anos seu pai havia falecido de uma terrível doença, e ela nunca mais foi a mesma, se mudar para Virginia do Oeste foi a chance de retomar a vida, e mesmo que ela não entenda como alguém possa retomar qualquer coisa em uma cidade que não deve estar nem no mapa, apoia sua decisão.

AHHH, tenho que confessar minha queda por casais que vivem brigando, daqueles que não conseguem ficar no mesmo ambiente sem trocar farpas, como eu amo isso! E parabenizo a autora por que conseguir fazer isso muito bem. Desde a primeira vez que se encontraram, Daemon e Katy protagonizam cenas engraçadas e angustiantes. No começo eu estranhei um pouco, por que depois de um primeiro encontro explosivo, Daemon tenta afastar Katy de sua irmã, o que não faz muito sentido, e só provoca curiosidade, tanto na personagem, como na gente, e a vontade de descobrir a verdade só aumenta. Qual será o segredo dele?

Um dos aspectos do livro que eu mais gostei, foi como a autora soube usar os clichês, infelizmente, nem todos os autores saber fazer isso, e uma história com potencial incrível, se torna piegas e, muitas vezes até insuportável (posso citar vários). A autora usou um cenário, como eu disse mais acima, muito comun em YA's desse gênero, e mesmo com uma história trash, ela construiu personagens com personalidade, e uma trama envolvente, que te faz virar página depois de página para conhecer o final.

Eu não vou contar qual é o segredo, e se vocês quiserem que seja surpresa, sugiro não ler a sinopse, por que esta bem explicito lá. Mas, eu posso contar que como fã de carteirinha de YA sobrenatural, nunca tinha lido nada do gênero. Adorei a mitologia que a autora criou para série, com os seres de luz e os seres das trevas, travando uma guerra silenciosa pela sobrevivência, em um ambiente completamente hostil, onde o ser humano ora é vilão ora é mocinho, e a história tende a ficar cada vez mais eletrizante, pronto só vou dizer isso.

Acho que ficou claro o quando eu amei a história né? Eu indico a serie para todo mundo que gosta do gênero, e se você não lê em inglês, e ficou a fim de conhecer o charme envolvente de Daemon Black, não fique tristem, por que a editora Valentina (nova parceira do blog) vai começar a lançar a série no ano que vem, UHUL.

5 comentários:

  1. Hey
    Ah eu sou como você, não importa os clichês acho gostoso ler esses sobrenaturais teens sim.. e na ânsia que me animem.. ainda mais para ler outros.
    E também adoro faisquinhas dos casais, o love hate sempre me conquista em qualquer romance hahaha

    Que ótimo que a Valentina já está se preparando para lançá-la. Tomara que deixem a capa original pq o olho desse menino SOS ♥

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Ah esqueci de comentar: AMEI O NOVO LAYOUT!
    Ficou lindo!

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro clichê e já vi tanta resenha positiva sobre ele que preciso ler!! Essa serie parece ser mt boa...
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  4. Um dos meus clichês preferidos, o mocinho e a mocinha que se odeiam, mas se amam!

    ResponderExcluir
  5. Ju querida já estava com saudades de suas resenhas. Parabéns pela leitura e pela dica. Adoro livros com pitadas de sobrenatural, então quem sabe leia essa série nos próximos anos. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.