Mangá Haul #2


Março e Abril passaram correndo, e pela primeira vez em muito tempo eu não comprei nenhum livro, mas é claro que eu compensei comprando mangás, e foram muitos!! O principal motivo por não ter comprado nenhum livro foi que eu realmente não senti necessidade, e isso é muito estranho/louco (!!!!!), porém, queria eu que esse espírito consumista ficasse quietinho por mais tempo, agora em maio ele me atacou com uma violência realmente desnecessária, mas isso é assunto para outro post.


  • Kimi ni todoke - Karuho Shiina
Eu fiquei muito feliz quando consegui encontrar os três primeiros volumes desse mangá para trocar no skoob, estava achando que ia demorar um tempo se eu decidi comprar. Para quem ama shoujo, esse não é um título que pode faltar.


  • Croquis - Hinako Takanaga
Eu fico super feliz toda vez que tem lançamento de um YAOI no Brasil, fico cheia de expectativas, e sonho loucamente com o dia que vão lançar mangás como Junjou Romântica. Confesso, que eu esperava mais dessa história,  no fim achei a história meio boba e fraca.



  • Paradise Kiss #2 e #3 - Ai Yazawa
Um dos primeiros mangás que eu adquiri foi Paradise Kiss, e como a leitura me agradou muito, lógico que ia querer ler as continuações.



  • Gravitation #5 ao #7 - Maki Murakami 
Eu sou completamente apaixonada por essa história, e estou lendo bem devagarzinho para aproveitar mais. A autora destrói meu coração quando faz as coisas mais inimagináveis com o pobre Suichi, tadinho dele.



  • Sakura Card Captors #6 ao #8 - Clamp
Muitas emoções com esses volumes de Sakura. Pelo que eu li, percebi que não assisti ao anime todo, e preciso resolver isso logo logo.


  • Sailor Moon #1 - Naoko Takeuchi
Ao contrário de muita gente que cresceu assistindo Sailor Moon, eu tenho pouquissímas recordações de ter assistido ao anime, mas, como o pouco que eu sei sobre a história, me agrada muito, é claro que eu ia querer ler.



  • Tom Sawyer - Shin Takahashi
A minha experiência com Tom Sawyer não é das melhores, por que eu acho o personagem muito chato, pelo menos em As aventuras de Huckleberry Finn, ele é insuportável. Mas como eu não dei nenhuma chance para ele, decidi ler a versão do livro em formato de mangá, que tem um traço lindíssimo, espero gostar.


0 comentários:

Postar um comentário

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.