Bienal do Livro 2015: A experiência


Dia 12 de setembro foi um dia corrido, acordei cedo, fiquei mais de seis horas em um ônibus, peguei chuva, enfrentei fila, gastei tudo o que tinha, minhas pernas doeram, e fui sozinha para o Rio pela primeira vez, resumindo, apesar do cansaço, e das contas quase no vermelho, o dia em que estive na Bienal foi um dos mais especiais do ano.

Eu moro há umas três horas do Rio, então, no ultimo final de semana da Bienal, eu, minha irmã, e um amigo, pegamos um ônibus às 6:30 rumo a cidade maravilhosa, foi minha primeira experiencia sozinha na cidade, foi amedorentador, por que meus companheiros de viagem eram tão inexperientes quanto eu, felizmente, meu maior problema foi a duração da viagem, nada que tenha retirado a graça do passeio. 

Mesmo sem nenhuma experiencia em me locomover no Rio, fiz o dever de casa direitinho, peguei dicas com conhecidos, pesquisei sobre como chegar ao evento, e também comprei passagens e ingressos antecipados, só assim me senti tranquila para viajar e conseguir aproveitar a Bienal.

Como foi a primeira vez que eu fui, acho que poderia ter feito um planejamento melhor, e aproveitado mais, me divertido muito, veja bem, mas eu estava comprando livro para três pessoas e minha verba acabou rapidinho, e eu não tive coragem de ir em estandes como o da Galera Record e Intrinseca, meu cartão não sobreviveria. Mas eu volto em 2017!!!

A parte mais tensa do passeio foi a volta, comprei passagem para bem tarde, às 22:00, eu queria ver o Jovem Nerd e o Azaghal, mas ficaria muito tarde, então nós decidimos ficar até umas 19:00, porém, por volta das 16:00, estávamos tão cansados e esgotados, que decidimos ir embora para ver se conseguíamos trocar a passagem, só não contávamos com uma coisa, a chuva, e a saída para pegar ônibus estava completamente caótica e desorganizada.

Sem brincadeira, nos saímos da bienal às 16:30 e chegamos na Rodoviária Novo Rio, exatamente às 21:00, pensa na loucura que é isso, fiquei seriamente preocupada de que não conseguiríamos chegar a tempo, não quero nem pensar o que aconteceria se saíssemos de lá na hora que eu pretendia inicialmente.

Apesar dos momentos tensos, foi uma ótima experiencia, aprendi valiosas lições que vão fazer a Bienal de 2017 ser ainda melhor, por exemplo, ir num dia de semana, ou pelo menos, no primeiro final de semana, reservar uma verba maior em cash, e evitar o cartão de crédito, e se possível, ficar num hostel, pelo menos, para aproveitar mais um dia. Tenho certeza que vai ser ainda melhor.

Saldo final:

[Top 5] Músicas que eu quero ouvir ao vivo

O rock in rio começou nessa sexta-feira, e não vai ser dessa vez que vou, afinal, sou uma pessoa pobre e gastei tudo que tinha para ir a Bienal, que pensando bem, foi o mais perto que já estive da cidade do rock, mas estou de boa com isso, somente duas bandas me fariam gastar milhões para ir em um show, AC/DC e The Killers, e nenhuma delas veio, fica para o próximo.

Pensando nisso, escrevi esse post para falar das músicas que eu mais fantasio em ouvir ao vivo, escolhi apenas 5, para o texto não ficar gigante (ficou mesmo assim), e também evitei a todo custo colocar musicas de artistas já falecidos (eu daria tudo para ouvir Cazuza cantando Maior Abandonado), ou de grupos que se separaram, não preciso de mais frustrações na vida.


1 - Highway to hell - AC/DC
"Hey, Satan!, Payin' my dues, Playin' in a rockin' band,  Hey mama! Look at me, I'm on my way to the promise land"
Antes de 2008, eu não conhecia nada sobre rock, eu já curtia muitas bandas nacionais como Cbjr, Cpm22 e Pitty, mas eu não conhecia os clássicos, foi uma explosão de cabeça quando ouvi Led Zeppelin, Sex Pistols, Bad Religion, pela primeira vez, foi como se eu tivesse apurado meus ouvidos pela primeira vez, o mundo parecia diferente. E de todas essas bandas que eu conheci, o Ac/Dc se tornou a minha favorita, eu não desisto do sonho de ir a um show dos velhotes um dia.

2 - Spacemen - The Killers
"The star maker says, "it ain't so bad",  The dream maker's gonna make you mad, The spaceman says, "everybody look down",  It's all in your mind"
Caberia aqui qualquer musica do The Killers, eu sou apaixonada por todas, é uma banda que todo mundo devia ouvir pelo menos uma vez na vida. Assiste o vídeo e me diz que você não gostaria de estar na plateia, cantando a plenos pulmões com o Brandon.

3 - Before i forget - Slipknot
"My end,  It justifies my means, All I ever do is delay, My every attempt to evade, The end of the road and my end, It justifies my means, All I ever do is delay, My every attempt to evade, The end of the road"
Quando eu penso em um show do Slipknot, penso em rodinha punk, e em como eu queria participar de uma pelo menos uma vez na vida, acho que é o suficiente. Slipknot faz sucesso desde a época que eu estava na escola, mas naquele tempo eu achava o grupo bizarro demais para os meus olhos e ouvidos, hoje eu vou a loucura ouvindo Before i forget e outras musicas no último volume.

4 - Bad Reputation - Joan Jett
"An' I don't really care, If ya think I'm strange, I ain't gonna change"
Joan Jett é o meu exemplo de girl power, pode não ser um exemplo de comportamento, mas ninguém disse que ela precisava ser. Tenho muito orgulho do pioneirismo dela, e por mais que haja alguns eventos bem nublados em seu passado, ela sempre vai ser minha fugitiva favorita.

5 - Bae Bae - Big Bang
"Estou apaixonado, Estou cego de amor, querida, Sem calças ou saia, apenas um vestido, branco, querida,  Você é um ser humano ou um anjo? Oh, Jesus, querida"*
Só de pensar em ver G-dragon, T.O.P, Seungri, Daesung e Taeyang ao vivo, começo a tremer, meus olhos ficam marejados, meu coração fica apertado, e mesmo que de para contar nos dedos todas as palavras que sei em coreano, no show do Big Bang eu cantaria todas as músicas com o grupo, principalmente, Bae Bae, que eu não paro de ouvir.  (*Em português, por motivos de não sabermos coreano) 

[Wishlist] Bienal do Livro 2015


Eu criei o blog em 2011, e desde então, toda época de Bienal eu digo a mesma coisa, 'de que na próxima, com certeza eu vou', eis que chegou o ano, enfim, vou poder circular por aqueles pavilhões abarrotados de livros e pessoas, e como não poderia faltar, criei uma wishlist dos mais desejados, que carinhosamente apelidei de 'os livros que eu quero comprar, mas que provavelmente não vou, por que com certeza vou esquecer tudo e comprar outros', me conheço.

Os reis absolutos da minha wishlist são os YA's, e por mim levaria uns 20/30/40 (já vi gente fazendo isso), mas como não posso me dar esse luxo, por motivos de tempo, espaço e dinheiro, fiz uma lista priorizando todos os o livros que são os meus top desejados, aqueles que eu estaria lendo agora se já tivesse comprado, é importante ter isso em mente, não adianta comprar tudo que vê pela frente, fazer dívida no cartão, só para deixar o livro pegando poeira na estante, demorei um tempo para entender isso, e pretendo aproveitar meu passeio sem estourar o limite do meu cartão.

Minha prioridade número 1 é Lírio Azul, Azul lírio, 3° livro da minha série favorita do momento, The raven Boys, me falta palavras para descrever o que eu sinto por essa série, sabe aquele livro que você termina de ler, e sente que todo mundo devia amá-lo do mesmo jeito que você, é isso que a autora faz conosco. Em segundo, vem Os bons segredos da Sarah Dessen, que é sinônimo de livro bom, já li dois livros da autora, e me apaixonei por suas histórias, estou torcendo para Seguinte lançar todos os livros dela, depois tem Para todos os garotos que já amei, faz um tempão que vejo/leio sobre esse livro em v(b)logs gringos, acho a proposta do livro muito interessante, me faz sentir nostálgica.

Não poderia faltar nesse lista alguns títulos que eu já to prometendo comprar há algum tempo, como o segundo volume das trilogias Sábado a Noite e Anômalos, outro que eu quero muito é Rani e o sino da divisão, eu já li inúmeras resenhas desse livro, fiquei com uma expectativa altíssima em relação a ele, tenho certeza que será correspondida. Por último, mas não menos importante, tem o lançamento da nova série de Rick Riordan, dessa vez sobre mitologia nórdica, alguma dúvida de que vai ser foda?

Juro solenemente que não irei comprar mais do que posso pagar, será que consigo?