[Resenha] Anna Vestida de Sangue - Kendare Blake

Editora: Verus
Gênero: Romance paranormal
Série: Sim (2)
Nota: 3.5/5
Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas e afastar distrações, como amigos e o futuro. Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas. Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?
*Volta como se não tivesse ficado 5 meses sem escrever nada na maior cara de pau*

Romances sobrenaturais são o meu tipo de leitura preferida, não importa se envolve vampiros, lobos, fantasmas, ou todos misturados, sempre que encontro uma sinopse que me deixa empolgada, adiciono a minha lista de leitura. A sinopse de Anna vestida de sangue deixa qualquer fã do gênero empolgado, e apesar de ter um bom enredo, a execução é falha, somente invocando a suspensão de descrença, ao fechar o livro eu pude dizer que curti a história. 

Após a trágica morte do pai, Cas Lowood, herda o legado de família para tornar o mundo um lugar mais seguro, ele recebe informações sobre locais assombrados de todo o país, principalmente de antigos amigos do seu pai e de gente que sabe aonde ir para encontrá-lo, junto com sua mãe, uma bruxa, eles mantem a rotina de se mudar para o local assombrado até resolver o problema. 

Depois de o seu último trabalho, chega a Cas a irresistível história de Anna Korlv, a Anna vestida de sangue, e eis aqui o único motivo para não ter detestado o livro, Anna é uma personagem apelativa, você quer conhecer a sua história, entender por que mataram uma jovem de 16 anos de forma tão cruel, você  até sente vontade de entrar em sua casa mal assombrada em busca de respostas, apenas por isso relevei o fato estranhíssimo de Cas ter se fascinado se é que você me entende por Anna, por que de fato ela é.  

Ao contrário dos irmãos Winchester de Supernatural, que tem um enredo bem similar à história, Cas Lowood tem pouquíssimo carisma, ele é atormentando pela morte do pai, é um personagem inteligente e astuto, mas falta charme, falta algo pelo qual se apaixonar, o que deixa enfadonho boa parte do livro. Somente quando Anna entra na história, que começa a ficar bom, confesso que me surpreendi com tudo em relação a ela, suas aparições sangrentas, que renderam as melhores cenas do livro, foram o ponto alto do enredo, a pobre coitada merecia algo melhor.

Sabe quando um autor deixa pontas soltas, mas que se pensar bem, você encontra as respostas no livro, não é isso que temos aqui, o tipo de pontas soltas desse livro, se dá pelo fato de que não foi bem executado, é estrutural, junte isso a um inicio arrastado, mais um clímax meia boca nas últimas páginas do livro, com um plot twist que deveria ter ficado para uma sequência, e temos Anna vestida de Sangue, que tinha tudo para ser 5 estrelas +  ♥, mas não conseguiu atender minhas expectativas.  
 
Acompanhe o blog:
Twitter  ♥  Facebook  ♥  Instagram