[Resenha] Repeteco - Bryan Lee O'Malley

Editora: Quadrinhos na cia
Gênero: Graphic Novel | Fantasia
Série: Volume único
Nota: 
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
A vida de Katie vai muito bem. Ela é uma chef talentosa, dona de um restaurante de sucesso e com grandes planos para a vida. De repente, em um único dia ela perde uma grande chance de negócios, sua paquera com um jovem chef azeda, sua melhor garçonete se machuca e um ex-namorado charmoso aparece para complicar ainda mais a situação. Quando tudo parece perdido e Katie já não enxerga mais uma solução, uma misteriosa garota aparece no meio da noite com a receita perfeita para uma segunda chance. E assim, Katie ganha um repeteco na vida e precisará lidar com as consequências de suas melhores intenções.
Para a primeira leitura de quadrinho do ano, começar com Repeteco, foi uma sábia decisão, do mesmo autor de Scott Pilgrim, a graphic novel nos apresenta, uma história sobre segundas chances, e o que aconteceria se pudessemos corrigir nossos erros num passe de mágica. 

Sou fã de Scott Pilgrim, adoro o nonsense, o realismo fantástico que não precisa de explicação para estar lá, e como deve ser marca registrada do autor, também encontramos isso aqui em Repeteco, que conta com menos nonsense, e traz uma boa reflexão sobre as escolhas que fazemos na vida e como isso nos afeta.

Acho que, a maioria das pessoas, desejou poder voltar atrás em algum momento, seja uma palavra mal colocada, um julgamento mal feito, ou uma decisão precipitada, mas, como isso não é possível, nós aprendemos, ou pelo menos, espero que sim, que nossas ações tem consequências, e precisamos lidar com elas, mas é difícil, não é mesmo? Se de repente, você tivesse uma segunda chance para fazer tudo novo, valeria a pena?

Adorei a reflexão que o autor trouxe com Repeteco, assim que terminei a obra, me peguei pensando em coisas que, se tivesse oportunidade, faria diferente, é tentador, mas no fim, se tivesse mudado algumas, deixaria de viver outras. Tenho como uma verdade pessoal que a nossa vida, é um conjunto de acontecimentos, que nos moldam, todas as experiências, as boas e as ruins são importantes, e a gente precisa vivê-las e aprender com elas. Apesar de parecer um discurso clichê, é a mais pura verdade, e é a essência dessa graphic novel.

Sobre a edição, fiquei decepcionada, apesar do preço salgado, o lugar mais barato está 45,00, a edição é comum, sem orelha, o único diferencial é que é colorida, me arrependi de não ter comprado a edição em inglês, sairia mais caro, mas compensaria. A arte do Bryan Lee O'Malley é característica, muito fofa, e a paleta de cores está maravilhosa. Espero que vocês curtam a história.


Acompanhe o blog: 

3 comentários:

  1. Oi Ju,
    Olha já conheço tanto resultado - por filmes, séries e livros - de alterar passado que até peguei trauma sobre pensar sobre isso HAHAHA então, acho que não faria, com medo do que poderia acontecer. Muito fofa essa capa. Infelizmente, ainda não assisti Scott Pilgrim e nem li, aliás queria ter esse costume de ler HQs, mas nunca consegui criar. Ótima dica e resenha.

    tenha uma ótima quinta :D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Oi
    nunca li livro desse gênero e nem conhecia, mas me interessou só que caro né, mas que linda essa ilustração do poste.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Estou com essa HQ aqui em casa, foi um dos presentes que me dei no Natal, acho que essa semana consigo ler <3 A sua resenha me deixou com as expectativas lá no alto! A mensagem deixada pela história parece nos ensinar bastante! :) Beijos!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir

Oi!! Eu falo muito abobrinha, então obrigado por comentar.

Lembre-se de ter cuidado com os spoilers, e sempre respeite as opiniões contrárias.